Voxel

Destrinchamos o Stealth Trailer de Deus Ex: Human Revolution!

Último Vídeo

Dando continuidade à série de vídeos com os pilares da jogabilidade de Deus Ex: Human Revolution, a equipe de produção da Eidos apresentou o elemento que tornará a campanha do game ainda mais intensa: a furtividade. No trailer “Stealth”, podemos conferir um pouco mais sobre o funcionamento do recurso e como essa habilidade deverá ser usada com outros elementos para alcançar o sucesso no jogo.

Como um ninja — e tantos outros jogos

Entre uma fala e outra dos desenvolvedores, é possível ver como a novidade será utilizada durante as missões, principalmente com o personagem Adam Jensen se espreitando pelas paredes para passar despercebido pelos soldados. À primeira vista, essa característica parece funcionar como em outros títulos de espionagem, com a adição de que elementos futuristas tornam isso ainda mais avançado.


Prova disso é a invisibilidade, já que o protagonista simplesmente pode avançar livremente sem correr o risco de ser detectado. Como é mostrado, isso permite que você se aproxime de um inimigo e o finalize brutalmente sem que ele se toque do que está acontecendo.

O único ponto é que, apesar de os produtores falarem como se fosse algo realmente inovador, o sistema de Stealth de Deus Ex parece não trazer nada de tão diferente de games como Metal Gear Solid e Splinter Cell. Porém, sua aplicação promete ser bem variada, indo desde os combates à obtenção de informações.


Além disso, Human Revolution se aproveita de outros recursos bastante comuns em jogos de espionagem para ampliar seu arsenal. A primeira é a visão de raio-x, permitindo que você visualize os adversários mesmo através de paredes, estude seu comportamento e possa elaborar estratégias de aproximação. Os rastreadores também estão presentes, indicando no mapa a localização de determinados inimigos.

Por fim, há as chamadas armas silenciosas, que tornarão sua aproximação ainda mais furtiva. Com equipamentos como besta e um rifle, é possível acabar com um soldado sem chamar a atenção dos demais.

Tecnicamente falando

Já nos quesitos técnicos, Deus Ex: Human Revolution parece ser bastante promissor. As cenas de ação mantêm uma qualidade gráfica considerável, principalmente por conta da arte utilizada para construir o clima futurista. Embora não seja nada revolucionário — com o perdão do trocadilho —, a fórmula funciona muito bem nas imagens apresentadas.


Os combates também têm um potencial interessante, sobretudo por misturar elementos de tiro em primeira pessoa com combates corpo a corpo. Enquanto o uso de armas mantém o padrão do gênero, os ataques físicos dão uma dinâmica maior, com animações diferentes para os momentos de finalização. Resta apenas saber se essas cenas terão uma variedade maior e se não serão usadas em excesso, algo que pode quebrar o ritmo da história.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.