Voxel
01
Compartilhamento

Mais detalhes revelados de Lost Ark na G-Star 2014 [trailer]

Último Vídeo

Na semana passada, foi anunciado o game Lost Ark, um MMO de ação que promete fazer a tela do PC de muitos jogadores tremer. O teaser liberado, que você pode conferir clicando aqui, causou um frisson enorme entre os fãs desse gênero – e esse hype parece ser digno.

A Smilegate está com um stand na G-Star 2014 e nós fomos conferir o que há de novidade sobre o título. Primeiro, conversamos com um representante da produtora, que nos informou que o game ainda não possui uma data de lançamento determinada. Segundo esse porta-voz, embora o título já tenha muitos elementos prontos, muita coisa nele ainda precisa ser desenvolvida ou aperfeiçoada.

Há a expectativa de que versões de teste sejam liberadas no ano que vem. A má notícia é que Lost Ark será disponibilizado com absoluta certeza apenas na Coreia do Sul. Porém, obviamente, a companhia tem interesse em expandir esse mercado. Perguntamos se existe uma estimativa de quando isso poderia acontecer, e a pessoa que nos atendeu disse ser algo muito impreciso, mas que o game deve estar rodando em todo o mundo (ou pelo menos em boa parte dele) dentro de dois ou três anos.

Um game promissor

Em seguida, encaramos uma fila de quase uma hora para conferir um trailer de aproximadamente 20 minutos de Lost Ark especialmente criado para a G-Star 2014. Nesse vídeo, foram reveladas as classes que estarão disponíveis: Battle Master, Devil Hunter, Arcana, Warlord, Infighter, Summoner e Berserker (que parece ser o mais “apelão”).

Foi mostrado também como funcionará a árvore de habilidades dos combatentes. Basicamente, cada personagem possui três subníveis de ações. O primeiro com quatro capacidades, o segundo com três e o terceiro com duas. Esses níveis de movimentos podem ser combinados de acordo com a sua necessidade ou preferência. E é essa possibilidade de combinações que promove combos alucinantes e bem violentos.

Além disso, é possível perceber que o jogador terá algumas decisões a tomar durante sua jornada em Lost Ark, definindo se as atitudes do seu guerreiro serão boas ou más. Por exemplo, ao se deparar com um NPC pendurado em uma marquise, você pode optar por puxá-lo ou chutá-lo para baixo de uma vez. Outras possibilidades de interação secundária dentro do game são sentar em um banco e ouvir a conversa de outros personagens ou ajudar a deter um ladrão (à la Assassin’s Creed).

Como todo bom jogo de MMO ou RPG, em Lost Ark o gamer pode interagir com uma grande variedade de elementos existentes nos cenários, os quais parecem formar um mapa bastante amplo e com várias ambientações. É possível quebrar pedras, cortar árvores, coletar plantas e frutas e pescar para obter diferentes tipos de recursos. E isso não é tudo: o jogador pode contar com a companhia e o auxílio de animais em sua trajetória – como o olfato aguçado de um cachorro para encontrar tesouros escondidos.

Em meio a missões principais, o gamer de Lost Ark tem a possibilidade de encarar uma jogatina mais descontraída com mini games, podendo sentar em uma mesa da taverna para jogar RPG de cartas ou desafiar outro personagem para ver quem bebe um barril de cerveja (ou seja lá qual for a bebida alcoólica) mais rápido. A diversão pode ser estendida ainda pelo “Coliseu”, onde o aventureiro pode encarar partidas PvP com até três jogadores – e aqui a pancadaria come solta –, ou pelas tradicionais incursões cooperativas para enfrentar hordas de inimigos e chefões gigantescos.

Sobre o visual de Lost Ark, não podemos assegurar muita coisa com base apenas em um trailer, mas ao que tudo indica ele terá gráficos de ótima qualidade, muitas animações cinematográficas e efeitos de áudio qualificados. Porém, a confirmação dessas percepções iniciais só será feita quando o jogo for disponibilizado.

O BJ viajou a G-Star 2014 a convite da Nurigo Games.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.