Voxel
Seja o primeiro a compartilhar

Dev de Dying Light detesta comparações com Dead Island ou Mirror’s Edge

Último Vídeo
Img_normal

Tymon Smektala, responsável pela produção do novíssimo título de zumbis Dying Light, afirmou que entende as comparações com Dead Island e com Mirror’s Edge que o título tem recebido. No entanto, o produtor da Techland quer deixar bem claro que ele não gosta nem um pouco dessas semelhanças apontadas e acredita que seu vindouro título tem muito mais a oferecer aos gamers.

Em entrevista ao site AusGamers, Smektala diz que esse é um tipo de comentário “preguiçoso” que as pessoas fazem, quando comparam um título ao outro devido a paridade de elementos. “Se você der uma rápida olhada no game, ele conta com zumbis e o sistema de combate é baseado em pancadaria; então, ele é Dead Island. Então, você olha novamente e nota que a movimentação do personagem segue uma linha bastante livre e acrobática; agora ele é Mirror’s Edge”, explica o produtor da Techland.

Apesar de não gostar das comparações, Smektala está perfeitamente ciente de que elas são válidas sim. “É claro que essas descrições são certas e formam uma boa descrição básica para Dying Light, e é exatamente isso o que pessoalmente eu não gosto nelas, esse fato de elas englobarem uma parte tão pequena do todo.”

O produtor também reconhece que Mirror’s Edge foi um jogo que marcou época e abriu os olhos de muitas pessoas para os jogos de mundo aberto, mas mesmo assim o título ainda passava uma sensação muito grande de linearidade.

“Eu estou muito feliz com a atual fase de desenvolvimento de Dying Light e com a jogabilidade dele até então”, completa o produtor. O game tem previsão de lançamento para os consoles desta (PlayStation 3, Xbox 360 e PC) e da próxima geração (PlayStation 4 e Xbox One) já no começo do ano que vem.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.