Dev explica como evitar devoluções de jogos curtos no Steam: seja honesto
20
Compartilhamentos

Dev explica como evitar devoluções de jogos curtos no Steam: seja honesto

Último Vídeo

Para evitar que jogadores tenham que ficar eternamente com jogos problemáticos em sua biblioteca, o Steam conta com um sistema de devolução que funciona com uma base simples. Se em até duas horas de jogatina você não estiver contente com o produto, é possível ter seu dinheiro de volta (depositado em sua conta no sistema) sem ter que responder a nenhuma pergunta.

Subsurface Circular

Embora isso seja bom para os consumidores, ele pode ser problemático para desenvolvedores como Mike Bithell, especializado em criar experiências curtas — que muitas vezes podem ser finalizadas antes do intervalo oferecido pela plataforma. No entanto, o responsável por games como Subsurface Circular e Quarantine Circular tem um segredo para evitar que os consumidores se aproveitem disso e peguem seu dinheiro de volta: a honestidade.

“Acredito que fomos muito diretos sobre a duração curta do jogo, e fizemos algo semelhante com Subsurface Circular”, afirmou Bithell ao site Kotaku. “Eu gosto de pensar que nossa taxa de devolução é tão baixa porque somos muito claros sobre a experiência que os jogadores devem esperar”. Segundo o criador, 98% das pessoas que investiram dinheiro em Subsurface Circular decidiram não pedir seu dinheiro de volta, tampouco exigiram que seu game virasse free to play.

Transparência acima de tudo

Bithell afirma que a maioria das devoluções que aconteceram não estão relacionadas à duração do game, mas sim devido a compras acidentais ou por quesitos como “não é divertido”. “Tentamos ser bem claros que essa é uma aventura em texto e no que isso implica, mas a maioria dos retornos são de pessoas que estavam esperando um game muito diferente do que o descrito na página ou no trailer”, explicou. “Então é totalmente justo que eles peçam devoluções”.

“Temos muito medo de que as pessoas tenham a ideia errada com uma captura de tela do jogo”

O criador também explica que a falta de hype e um processo de desenvolvimento mais “quieto” também ajudam, evitando que os jogadores criem grandes expectativas e saiam decepcionados. “Temos muito medo de que as pessoas tenham a ideia errada com uma captura de tela do jogo”, afirmou. “Qual a melhora maneira de controlar as expectativas do que não permitem que elas tenham tempo para se desenvolver? Aqui está nosso games, é isso que ele é. Colocamos muito trabalho nele, esperamos que você goste. Se você gostar, por favor conte para um amigo”.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.

Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Participe agora deixando seu comentário Acesse sua conta
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários