Voxel

Devs de Bloodstained balancearam o game para matar chefões sem tomar dano

Último Vídeo

Criar jogos é mais do que juntar mecânicas e elementos artísticos. Um bom game é refinado, extremamente balanceado e deve funcionar de diversas maneiras. E é isso que os desenvolvedores fizeram em Bloodstained: Ritual of the Night, que foi feito para ter chefões que podem ser derrotados somente com a adaga ou sem tomar dano.

Foi justamente isso que Koji Igarashi repassou para os criadores de chefes da equipe: todo e qualquer inimigo de elite precisava ser derrotado por eles sem tomar dano usando somente a adaga. Ou seja: o trabalho dos desenvolvedores foi penoso.

Pode parecer exagero, mas somente dessa forma a equipe de criação podia mensurar a dificuldade do chefão e saber se o que estava em desenvolvimento era justo com os jogadores. As informações vieram do próprio Igarashi em entrevista ao site Gamasutra.

-

“Nós nos asseguramos que seria possível derrotar um chefão sem tomar um único ataque, independentemente da dificuldade, e isso ajudou a reduzir o número de ataques injustos. Remover essa ‘injustiça’ permite aos jogadores pensar no que eles poderiam fazer de diferente para evitar a tela de Game Over. Isso faz com que eles [jogadores] queiram desafiar o chefe novamente com um método diferente”, disse Igarashi.

Bloodstained: Ritual of the Night já está disponível para Xbox One, PS4, Nintendo Switch e PC.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários