Dia Internacional das Mulheres: confira 24 heroínas marcantes dos games!

Dia Internacional das Mulheres: confira 24 heroínas marcantes dos games!

Equipe Voxel
Último Vídeo

Estamos no dia 8 de março, data que marca uma celebração especial a todas as mulheres do mundo! Comemorada em caráter internacional, a ocasião sempre traz uma saudável reflexão sobre o importante papel das mulheres na sociedade.

E esse papel, hoje, se espelha em diferentes segmentos e mídias possíveis: livros, séries, filmes e, é claro, games. Isso, na verdade, acontece há muito tempo. Quem diria que Jill Valentine, em 1996, salvaria o mundo dos zumbis ao lado de Chris Redfield? Ou que Lara Croft, também em 1996, descobriria os segredos mais míticos do mundo explorando tumbas ancestrais? Quer voltar mais? Uma tal de Samus Aran mostrou seu charme já em 1986 no saudoso Nintendinho.

Essas e diversas outras heroínas merecem ser endossadas hoje, ontem, amanhã e sempre. O TecMundo Games separou uma lista contendo nada menos que 24 heroínas dos games, e acreditem: sempre fica faltando. Há mais protagonistas femininas nesse universo do que imaginamos. E isso é ótimo! Confira a nossa seleção:

1. Lara Croft, de Tomb Raider

A exploradora britânica de tumbas mostra sua força desde 1996, quando Tomb Raider inseriu novas camadas ao gênero de ação/aventura. Carismática e geniosa, a personagem marcou gerações de video games.

2. Samus Aran, de Metroid

Samus chegou ao mundo em 1986 e é uma das personagens mais consagradas da Nintendo. Uma curiosidade? O nome “Aran” foi inspirado no sobrenome de Pelé, Edson “Arantes”, pois a equipe de desenvolvimento era fã do jogador brasileiro.

3. Jill Valentine, de Resident Evil

Claire Redfield e Rebecca Chambers também merecem ser mencionadas aqui, mas é inegável que Jill Valentine alcançou o pódio com mais rapidez como uma das principais personagens da franquia.

4. Lightning, de Final Fantasy XIII

Vai ser difícil enumerar todas as personagens femininas de Final Fantasy, mas vamos tentar. Lightning é uma das mais marcantes das últimas entradas da série.

5. Terra, de Final Fantasy 6

Tida como favorita por muitos jogadores, Terra pertence a um jogo que também tem predileção por uma enorme base de fãs – mais até do que Final Fantasy 7.

6. Tifa Lockhart, de Final Fantasy 7

Nós dissemos que tentaríamos. Final Fantasy sempre foi uma franquia generosa com seu leque de personagens. E Tifa Lockhart, de Final Fantasy 7, é uma das mais queridas.

7. Yuna, de Final Fantasy X-2

Após as desventuras de Tidus em Final Fantasy X, Yuna retorna como personagem principal em Final Fantasy X-2, tido como uma das melhores sequências diretas da franquia.

8. Alys, de Phantasy Star

Um forte apelo ao coração dos nostálgicos, Phantasy Star ficou marcado, entre outras coisas, por seu leque de personagens carismáticos, e Alys sempre morou num lugar especial das preferências dos fãs.

9. Zelda

Eis aqui uma das personagens que intitulam o nome de um jogo. Ou melhor, de uma franquia inteira, e por acaso uma das mais bem-sucedidas da história. Para quem não se lembra, Zelda pode ser controlada em Spirit Tracks e também em mais lugares. Seria um insulto gerar qualquer spoiler aqui.

10. Heather Mason, de Silent Hill

A filha de Harry Mason é uma das “escolhidas” nessa macabra história que deixa saudades. VIU, senhorita Konami? Em Silent Hill 3, a garota foi protagonista de uma nefasta jornada em torno de sua autodescoberta.

11. Cortana, de Halo

E não é que a Cortana se tornou um ícone tão importante que, hoje, é “multimídia”? Assistente virtual e uma das personagens mais importantes Halo, principal franquia da família Microsoft/Xbox ao lado de Gears of War e Forza.

12. Joanna Dark, de Perfect Dark

Lançado no fim de vida do Nintendo 64, Perfect Dark foi uma das obras mais interessantes da Rare em seus tempos áureos como parceira da Big N. A protagonista, Joanna Dark, ganhou notoriedade ao ter frieza para investigar uma conspiração governamental que envolvia alienígenas.

13. Aloy, de Horizon: Zero Dawn

A mais nova mascote da Sony mal chegou e todos nós já a “consideramos pacas”. Aloy definitivamente cravou seu lugar no pódio da família PlayStation e pavimentou um futuro promissor ao lado de Kratos e Nathan Drake.

14. Faith Connors, de Mirror’s Edge

O último Mirror’s Edge, que serviu como uma espécie de releitura do primeiro jogo, não alcançou o sucesso que merecia, mas Faith está na memória de todo jogador que se preze. Vejamos como será o futuro da franquia.

15. Chell, de Portal

O carisma de Portal não requer explicação alguma. Essa é a principal marca registrada dessa franquia – e a personagem Chell não fica nadica atrás.

16. Ellie, de The Last of Us

Muitos ainda se questionam em imensos tópicos de fóruns de discussão: quem é o protagonista de The Last of Us? Joel ou Ellie? Ou os dois? Joel é “guiado” por Ellie ou ele conduz a garota? Independente da resposta, um fato é certo: Ellie conquistou o coração de todos.

17. Amaterasu, de Okami

A deusa-loba (ou loba-deusa) Amaterasu promoveu um verdadeiro mergulho nos mitos e lendas do folclore japonês em Okami, tido como uma das melhores experiências da geração retrasada – e referência até os dias atuais (e por muito tempo à frente, na verdade).

18. Aya Brea, de Parasite Eve

Numa época em que os games ainda eram discutidos como tabus – menos do que antigamente, mas enfim –, uma investigadora de temperamento imprevisível tinha de lidar com monstros deformados nesse belíssimo RPG do primeiro PlayStation, e com direito a uma sequência.

19. Jade, de Beyond Good and Evil

Outra pérola da geração retrasada, Beyond Good and Evil ofereceu um novo olhar sobre o mundo dos games – mais artístico, rebuscado, e menos materialista. A magia desse jogo fez a protagonista Jade grudar na memória de muita gente.

20. Meryl Silverburgh, de Metal Gear Solid

A história de Meryl na saga de Hideo Kojima é cheia de reviravoltas, idas e vindas. Como alguém que esteve dos dois lados, Meryl foi, ao mesmo tempo, odiada e amada pelos jogadores.

21. Boss, de Metal Gear Solid 3: Snake Eater

A importância da Boss foi crucial para que muitos entendessem a questão do patriotismo e do valor a um dogma para que um soldado se mantenha fiel ao seu objetivo. A batalha final dela contra Naked Snake é, até hoje, uma das mais memoráveis da história dos games.

22. Bayonetta, de Bayonetta

A bruxa Bayonetta dá nome ao jogo que envolve pancadaria frenética, roupas coladas e monstros grotescos. Eis um excepcional hack’n’slash da Platinum, nascido na geração passada.

23. Clementine, de The Walking Dead

Os jogadores assumiram o controle de Clementine a partir da segunda temporada do jogo baseado em The Walking Dead, premiadíssimo. E a garota soube provar seu valor como protagonista da aventura.

24. Peach, de Mario

Apesar de Peach assumir o papel de “donzela a ser salva” em praticamente todos os jogos canônicos do mascote da Nintendo, a princesa também deu seus petelecos como heroína em “Super Princess Peach”, do DS, e tem diversas participações cruciais nos jogos da família Nintendo.

Menções honrosas!

Em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, essa foi apenas a nossa humilde seleção de algumas das heroínas mais emblemáticas do mundo dos games. Tenha a certeza de que, possivelmente, muitos dos seus nomes favoritos não estão aqui.

Portanto, que tal se juntar a nós e citar mais personagens na seção destinada aos comentários, logo adiante? Participe!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.