Dia dos Pais: relembre 15 pais marcantes do mundo dos video games

Dia dos Pais: relembre 15 pais marcantes do mundo dos video games

Último Vídeo

No próximo domingo, 10 de agosto, é Dia dos Pais e para entrar no clima da data trouxemos o tema também aqui para o BJ. E já adiantamos que, se na vida real os pais tendem a ser fonte de aprendizado, exemplo, inspiração e carinho, nos games seus papéis podem ser um pouco mais dramáticos.

Por isso, elencamos alguns dos pais mais heróis, mais bandidos, e, sobretudo, mais marcantes do mundo dos video games. Venha relembrar com a gente, conferindo nossa lista especial abaixo:

Atenção: trazemos spoilers sobre cada um desses jogos. Nossa recomendação é que você leia apenas os itens relacionados aos games que você já concluiu.

 1. James (Fallout 3)

Por mais que difamem o pai do Viajante Solitário, é preciso admitir que ele teve boas intenções. Ainda que James tenha abandonado seu filho no ambiente opressivo que era Vault 101, foi por uma boa causa: trazer água limpa para toda Westeland. É claro que ele colocou seu pimpolho em sérios problemas após fugir do confinamento, mas qual pai já não falhou tentando fazer a coisa certa?

2. John Marston (Red Dead Redemption)

O relacionamento entre John e seu filho Jack é um dos mais bonitos e emocionantes representados na História dos video games. As ações e sacrifícios que ele realizou para salvar sua família mostram a qualidade de sua paternidade. John tenta educar seu filho da forma correta, o que infelizmente não acaba exatamente como o planejado: Jack acaba crescendo e tornando-se um pistoleiro como seu pai.

3. Drácula (Castlevania)

O que é um pai? Um adorável montinho de inspiração. Seja na linha do tempo original ou no reboot de Lords of Shadow, o Drácula foi um pai marcante para aquele era sangue de seu sangue, Alucard.  

Tudo bem que o nível de amor que Alucard sentia por seu pai fez com que ele adotasse o nome de seu progenitor ao contrário, porque queria ser o oposto dele, e também tem aquele detalhezinho de um tentar matar o outro... Mas é o tipo de coisa que acontece nas melhores famílias.

4. Lee Everett (The Walking Dead)

Mesmo não sendo pai biológico — e nem legalmente adotivo — de Clementine, Lee acaba assumindo o papel de protetor e provedor da garotinha. Seu relacionamento com ela, com o passar dos episódios, torna-se tão bom ou até melhor que o de muitos pais por aí com seus filhos de verdade. Ele deixou um legado com Clementine e ela sente muita falta dele.

5. Subject Delta (Bioshock 2)

Big daddies são seres enormes e perigosos com instintos paternais aguçados quando se trata das little sisters. Porém, na história de Rapture, um big daddy em especial se destacou dando mais duro que nenhum outro para proteger sua pequena: Subject Delta.

Ele foi o primeiro entre os grandalhões a ser ligado a uma little sister e volta após 10 anos de “morte” para ajudar sua “filha” Eleanor a fugir de sua mãe biológica psicopata, Sofia Lamb.

6. Dr. Light (Megaman)

Se conferir ao seu filhote um braço de canhão e inúmeros poderes explosivos não é cuidado paternal, o que é então? Dr. Light ainda deu ao Mega um cachorro e uma irmã feitos sob medida, para que todos pudessem ser uma grande família feliz — mesmo que ele envie suas criações em missões mortalmente perigosas contra seu arqui-inimigo, Dr. Willy.

7. Bowser (Mario Bros.)

Pai Bowser tem muitos filhos, muitos filhos ele tem...  São sete, na verdade: Iggy, Larry, Lemmy, Ludwig, Morton, Roy e Wendy. Desde 1988 essa turma vem tentando tentando ajudar o paizão em sua principal projeto de vida: impedir que dois encanadores italianos salvem a princesa raptada.

Ainda que o Miyamoto tenha dito em 2012 que os Koopalings não são filhos do Bowser no cânon (?) da série, muitos fãs não aceitaram bem a mudança de algo supostamente tão bem estabelecido há anos e simplesmente ignoram, tratando os sete como verdadeiras crias do lagartão.

8. Heihachi e Kazuya Mishima (Tekken)

Heihachi vitimou seu filho Kazuya com um tratamento duro a vida inteira, uma vez até o jogando de um penhasco para ver se o garoto virava mais “homenzinho”. Quando o filhote se revelou mais tarde um assassino insano, foi jogado dentro de um vulcão pelo pai.

Jin, parte da terceira geração da família, também sofreu nas mãos de seu progenitor. Kazuya pode não ter jogado Jin de lugar nenhum, mas acaba sendo responsável por ele se transformar em um demônio voador à la Angelina Jolie em “Malévola”.

9. Harry Mason (Silent Hill)

Harry mostra ser um pai e tanto, enfrentando criaturas que fariam vários outros homens pensarem suas vezes sobre o quão amam seus filhos adotivos. Isso é o bastante para que ele esteja nesta lista.

10. Zachary Comstock e Booker DeWitt (Bioshock Infinite)

Um deles protege sua filha com um exército e um pássaro mecânico gigante, o outro viaja através de dimensões só para matar esse exército, enfrentar esse pássaro gigante e resgatar essa mesma filha.

Esperamos que você já tenha terminado Bioshock Infinite antes de ler isso e que já saiba como Comstock está relacionado a Booker DeWitt, porque estamos falando de uma mesma pessoa. Toda a história do jogo gira em torno do relacionamento complexo e do paradoxo quântico que envolve os três personagens. Podemos dizer a paternidade é um dos temas principais desse game.

11. Zeus (God of War)

Amor de pai é algo que atinge o coração. Empalando seu peito. Com uma espada mitológica enorme. Na relação entre Zeus e Kratos, não se sabe quem é o mais inconveniente: o pai ausente e sádico que tenta matar seu filho ou o filho sociopata que literalmente destrói terra, Olimpo e Reino de Hades em busca de vingança.

No fim das contas, Zeus é morto por Kratos em God of War 3 da mesma forma que mata o filho no jogo anterior. Um clássico caso de “o fruto não cai longe da árvore”.

12. Adam Fenix (Gears of War 3)

Dado como morto por sete anos, o Dr. Adam Fenix foi encontrado por seu filho Marcus, com quem colaborou até o momento de sua morte real. Sem ele, o planeta Sera teria sucumbido à destruição da imulsão e sem ele também nunca teríamos visto uma das facetas mais sensíveis do protagonista brucutu da franquia. A relação de pai e filho entre os dois personagens provoca alguns dos momentos mais emocionantes de Gears of War 3.

13. Haggar (Final Fight)

Se você já viu “Comando Para Matar” e “Busca Implacável”, sabe que alguns pais estão dispostos a fazer qualquer coisa por suas filhas. No caso de Mike Haggar, “qualquer coisa” significa sair de sua posição de prefeito e atravessar a cidade que está sob seu governo dando porrada em qualquer criminoso, sem conversa fiada.

Moral da história: nunca sequestre a filha de um cara que tem ombros do tamanho de bolas de basquete.

14. Haytham Kenway (Assassin’s Creed 3)

Haytham tinha planos totalitários e malignos, colocou o sanguinário Charles Lee como segundo comando da Ordem dos Templários e até tentou matar Connor algumas vezes. Porém, à beira da morte, disse que tinha orgulho do seu filhote.

É um personagem marcante e que contrapõe de forma interessante o perfil de seu filho indígena: enquanto Connor era imprudente, ingênuo e um lutador da liberdade, Haytham era maquiavélico, sarcástico, inteligente e muito perigoso.

15. Joel (The Last of Us)

Após The Last of Us, é impossível fazer uma lista decente sobre pais nos video games e não lembrar de Joel. Durante o estouro da epidemia, Joel perdeu sua filha Sarah de forma trágica, quando ela foi atingida por tiros de uma metralhadora. Ele nunca se recuperou, tornando-se um homem amargo, duro e fechado. Joel, porém, teve uma segunda chance quando conheceu Ellie.

A garota que deveria ser apenas uma “mercadoria” entregue pelo contrabandista aos Vagalumes, pouco a pouco desenvolve laços consistentes com ele, ajudando a curar a ferida causada pela morte de Sarah e ocupando um lugar de filha em sua vida. O resultado disso todos que terminaram o jogo se lembram: a restauração e cura da humanidade foi sacrificada para que Joel e Ellie permanecessem unidos em família.

Bônus: Big Boss (Metal Gear Solid)

Um tipo diferente de paternidade é aquela que você põe em prática com versões mais jovens de você mesmo, ou seja, seus clones. Pelo menos foi assim que John (Jack/Naked Snake/Venom Snake/Punished Snake) tornou-se pai de Liquid Snake e Solid Snake.

Enquanto um está tentando trazer um holocausto nuclear ao mundo, o outro é um fumante inveterado que está em estado terminal.  Se o Big Boss apenas tivesse investido mais tempo na educação dos filhos em vez de passá-lo tentando matar os dois...

E você, qual outro exemplo de paternidade dos games colocaria nessa lista? Conte para a gente nos comentários. Vamos deixar uma música para vocês entrarem no clima e tal. O BJ deseja um feliz Dia dos Pais a todos os pais e filhos que nos acompanham por aqui.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.