Voxel

DICE revela vários detalhes sobre o desenvolvimento de Battlefield 3

Último Vídeo

Patrick Bach, produtor da série Battlefield, comentou sobre o desenvolvimento da nova edição da popular franquia de jogos de tiro em primeira pessoa. De acordo com o executivo, o jogo terá visuais expressivos mesmo sem o pacote de texturas.

Em entrevista para o site Gamerzines, Patrick Bach explicou que Battlefield 3 para o Xbox 360 apresentará gráficos de qualidade, mesmo sem a instalação da atualização de texturas. Além disso, ele também deixou claro que o download não é uma “exigência” da Frostbite 2, mas um recurso logístico que facilitará a vida dos jogadores.

Para quem não entendeu a celeuma, no início de outubro a DICE revelou que lançaria um pacote com texturas extras para Battlefield 3 no Xbox 360. A ideia era oferecer visuais ainda melhores, sem obrigar o jogador a instalar a atualização, afinal, nem todos os consoles da Microsoft possuem HDD, o que impossibilitaria alguns jogadores de rodar o título.

Img_normalComo a DICE está sempre forçando os limites das plataformas — independente do tamanho do jogo — a solução foi disponibilizar um pacote com atualizações gráficas que melhorará significativamente os visuais de Battlefield 3, explicou Patrick Bach. Enquanto isso, Daniel Matros — gerente global de comunidade da série Battlefield — falou a respeito das diferenças entre o Beta e a versão final do jogo.

De acordo com Daniel Matros, o sistema de destruição dos cenários foi severamente atenuado na versão Beta. Isso significa que a edição final do título contará com cenários ainda mais impressionantes, interativos e totalmente destrutíveis.

Daniel Matros também confirmou que as armas de cada facção poderão ser desbloqueadas e utilizadas pelos rivais, diferente do que acontecia no Beta. Para quem não lembra, armas da família AK eram exclusivas das forças russas, enquanto que os soldados estadunidenses empunhavam apenas equipamentos como o M4A1 ou o M16A4.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.