Voxel

Diretor da Microsoft defende exigência online no novo Xbox

Último Vídeo

(Fonte da imagem: Reprodução/All Games Beta)
Uma notícia pegou muita gente de surpresa durante a última quinta-feira. Como você conferiu aqui no BJ, rumores sugeriam que o novo Xbox vai exigir conexão com a internet tanto para iniciar quanto para rodar os jogos no console. E apesar de muita gente se negar a acreditar no boato, eis que um dos altos funcionários da Microsoft surge no Twitter com mensagens que parecem confirmar a informação.

Na noite de ontem, o diretor criativo da Microsoft Studios, Adam Orth, cutucou os críticos de plantão afirmando não entender o drama em torno dessa suposta exigência do sucessor do Xbox 360. Segundo ele, todos os dispositivos atuais já estão sempre conectados e que esse é o mundo em que vivemos.

E ele não parou por aí. Diante de tal declaração, vários usuários enviaram mensagens para Orth criticando seu ponto de vista e afirmando que nem todo mundo gosta ou pode estar com seu video game sempre online. Em resposta, o diretor afirmou que essas pessoas deveriam se atualizar, pois “a internet é incrível”.

(Fonte da imagem: Reprodução/All Games Beta)

Quando questionado sobre as regiões em que a conexão não é tão abrangente quanto as grandes metrópoles norte-americanas, Adam Orth trouxe algumas comparações bem bizarras para explicar a situação. Segundo ele, se você morar em um lugar em que o sinal de celular não é dos melhores, não deve comprar um aparelho que dependa dessa tecnologia. O mesmo acontece se você quiser um aspirador de pó e a eletricidade não colaborar para sua utilização.

O que isso significa?

Ignorando o fato que ele praticamente disse que “Se sua internet não presta, não compre um novo Xbox”, as declarações de Adam Orth são como uma confirmação dos rumores de ontem. Embora a Microsoft não tenha feito nenhum comentário sobre o assunto, o simples fato de alguém que ocupa um cargo importante dentro da empresa já é quase como a corroboração de tudo aquilo que vinha sendo especulado.

(Fonte da imagem: Reprodução/All Games Beta)

O principal problema é que, se isso for comprovado, o ponto de vista Orth vai representar muito bem o posicionamento da Microsoft. O diretor-criativo parece não se preocupar com a qualidade desse suposto serviço essencial em outros pontos do mundo, se limitando a olhar para grandes áreas ao seu redor. No entanto, o mercado não é feito apenas de Los Angeles, São Francisco e Seattle, como um dos usuários apontou, e a companhia realmente precisa levar tudo isso em consideração caso queira tornar seu console competitivo.

Por outro lado, não podemos descartar a possibilidade de esta ser apenas uma opinião pessoal do executivo, algo de certo modo provável uma vez que ele não faz parte da equipe de hardware que está desenvolvendo o novo console. Se for isso, é melhor ele ir se preparando para ter aquela conversinha com seus superiores nesta sexta-feira. O fato de ele ter deletado as mensagens pode ser um sinal disso.

A fúria dos jogadores

E é claro que essa notícia não passou despercebida pelos jogadores. Alguns, inclusive, ficaram bem furiosos com a possibilidade de ter um console que requer conexão 100% de seu tempo e tomaram algumas medidas um tanto quanto radicais em protesto. Será que o caos com o lançamento de SimCity não ensinou nada a ninguém?

E isso resultou no retorno de um dos mártires da causa. Francis ficou famoso na internet exatamente por conta da DRM de Diablo 3 que o impedia de jogar por conta do famigerado Erro 37 e volta agora para destilar sua fúria sobre a Microsoft. Com a ajuda de um machado, ele simplesmente destrói seu Xbox 360 em forma de protesto e representa muito bem a fúria que muitos outros jogadores encontrarão caso os boatos se confirmem.

Fonte: All Games Beta, Kotaku

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.