Voxel

Dungeon Siege 3: adiamentos, jogabilidade e modo cooperativo

Último Vídeo

Img_normal

Para quem já ia se planejando para angariar uma cópia de Dungeon Siege III no dia 31 de maio, eis um balde de água fria: o game não deve dar as caras antes do dia 21 de junho. De acordo com reporte da Square Enix, o novo integrante da franquia criada por Chris Taylor ainda precisa de algum “polimento” antes do lançamento.

Mas tudo bem, a espera deve valer a pena. “A Square Enix está comprometida a entregar a melhor experiência baseada em Dungeon Siege”, afirmou o CEO da Square Enix, Mike Fischer em release oficial para a imprensa. “Embora a fase de polimento final tenha demorado um pouco mais do que o originalmente planejado, nós gostaríamos de assegurar os fãs e seguidores de que esse esforço adicional vai nos permitir entregar um RPG de ação digno de sua rica herança”.

Simplicidade cooperativa contra as trevas

A desenvolvedora Obsidian Entertainment parece particularmente empenhada em tornar o seu confronto contra as forças das trevas o mais funcional possível. Seguindo a linha de outros RPGs que resolveram flertar com níveis inéditos de ação (Diablo, por exemplo), Dungeon Siege III deve lançar mão de uma jogabilidade simplificada, embora sem abandonar a profundidade no que diz respeito aos combates e à interface típica da franquia.

Em relação à “cara” do jogo, o que se tem é uma aproximação interessante do sistema de “hotkeys” do PC, permitindo que se troquem rapidamente as posições de combate através do gatilho esquerdo do controle. Cada posição de combate tem, naturalmente, seus pontos fortes e fracos, bem como todo um arsenal de habilidades especiais capazes de alterar radicalmente as estratégias de luta.

Eis um bom exemplo, conforme postado no site oficial do PlayStation: o guerreiro Anjali é capaz de trocar rapidamente um ataque com lanças por uma constituição fantasmagórica capaz de lançar vários tipos de magias — de bolas de fogo até paredões flamejantes. Cada um dos quatro personagens contará nove habilidades distintas, sendo que as trocas entre elas serão cruciais para disparar combos e, dessa forma, angariar espólios mais interessantes quando os inimigos forem para o chão.

A propósito, os espólios em Dungeon Siege III parecem perfeitamente capazes de justificar qualquer esforço tático, já que você encontrará centenas de itens mágicos, espadas encantadas, botas “abençoadas”, elmos místicos, todos capazes de conceder benefícios vitais na hora do combate.

Mas o esforço simplificador da Obsidian não se concentra apenas nas manobras de combate. Basicamente, você não precisará sair feito doido atrás de poções vermelhas (saúde) e azuis (magia) a fim de se recuperar de uma batalha singularmente intensa. Em DS III, cada inimigo derruba orbes de energia e magia, e cada personagem conta ainda com uma habilidade inata de autocura.

Img_normalEis mais uma adição interessante: apertar a direção superior do direcional digital exibirá a sua próxima missão, mantendo um progresso constante — em vez da clássica utilização de minimapas. E mais: os desenvolvedores garantem que você muito raramente será interrompido por telas de carregamento enquanto o jogo progride.

Dungeon Siege III deve trazer ainda diversas possibilidades cooperativas, seja em tela dividida ou através das redes dos consoles. Através destas, até quatro jogadores poderão atuar em um esquema prático de “drop-in” e “drop-out” — entrar e sair rapidamente de uma partida.

Entretanto, vale lembrar que o jogo responderá rápida e adequadamente ao número de jogadores em determinada missão. Dessa forma, é bom ficar avisado: as forças das trevas serão tanto mais cruéis quanto maior for o número de jogadores lotando a tela — é claro que esse ajuste também se reflete nos despojos (prêmios) e nos pontos de experiência distribuídos.

Ademais, a jogabilidade cooperativa ainda terá influência sobre os acontecimentos durante a história principal do jogo. E os seus companheiros de coop também tem algum poder decisório, podendo votar para tomar ou não parte em determinada ação, para matar ou salvar um personagem ou para aceitar ou negar missões — embora a decisão final será sempre do anfitrião (host).

Img_normal

Dungeon Siege III deve alcançar as prateleiras no dia 21 de junho, com lançamentos previstos para PC, PS3 (preço sugerido: US$ 59,99) e Xbox 360 (preço sugerido: US$ 49,99). Fique ligado para mais novidades.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.