Voxel

É guerra: conheça as classes do multiplayer de Battlefield 4

Último Vídeo

Img_normal

Não é só de Call of Duty que vive o mundo do modo multiplayer. A DICE se prepara para o conflito armado fora dos jogos eletrônicos e também exibe, por meio de seu blog oficial, as classes de soldados que estarão à disposição dos jogadores de Battlefield 4. Segundo o designer de gameplay Alan Kertz, os tipos de personagens são compartilhados entre as facções – EUA, Rússia e China –, mas cada um terá uma aparência diferente do outro.

Ele conta que os tipos de combatentes de Battlefield 3 serviram como ponto de partida, mas foram adicionadas novas opções de mobilidade e equipamento. Por exemplo, a classe Engenheiro conta com novas armas anti-veículos, além de ter novos sistemas de detonação à distância e maneiras diferentes de desabilitar tanques ou carros, por exemplo.

Já quem prefere jogar de Support pode agir de maneira mais ofensiva. Apesar de manter o C4 e as minas remotas, o soldado agora conta com um rifle XM25 para manter alvos à distância e um morteiro capaz de acertar inimigos ainda mais de longe. Carabinas e armas mais pesadas também fazem parte do pacote.

As mudanças em Recon, porém, são focadas na mobilidade. Com forte inspiração de Battlefield 2, a classe ganhou opções mais furtivas, com sensores de movimento e rifles de franco-atirador para matar sem ser visto. Especialidades em bombardeios e detonações remotas também estão presentes aqui.

Img_normal

Assault, a última e muitas vezes preferia de quem prefere “rushar”, mantém seus atributos de Rambo, com armas rápidas e mortais. Aqui, o soldado também servirá como médico e poderá distribuir kits médicos ou reviver companheiros. A grande novidade é o First Aid Pack, que recupera um soldado por vez, ou as granadas de luz para cegar inimigos e iniciar um massacre.

Melhoria constante

A DICE também falou sobre o sistema de Field Upgrades, que permitirá aos jogadores melhorar seu personagem de acordo com a performance no multiplayer. Uma árvore de habilidades estará à disposição dos jogadores e será liberada aos poucos caso o jogador cumpra objetivos como reparos, cura de companheiros e outros.

Img_normal

Assim, afirma Kertz, o trabalho em equipe é privilegiado em vez da matança descerebrada, com as maiores recompensas vindo para quem sabe se unir ao grupo. Cada uma das classes terá seu próprio caminho de upgrades e o jogador é livre para escolher qual seguir. Ainda, a comunidade poderá escolher um dos Paths por meio de uma enquete no blog oficial.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.