Voxel

“É possível finalizar Thief sem matar”, afirma diretor do game

Último Vídeo

Fonte: Reprodução/Blog Eidos Montreal
Recentemente, pudemos conhecer a nova visão que a Eidos Montreal preparou para Thief. Depois disso, surgiram algumas críticas na web sobre o fato de a companhia estar criando um personagem “mainstream” e “menos gótico” — duas coisas que o próprio diretor do jogo comentou.

Para reverter essa situação, Adam Badke, do Blog oficial da Eidos Montreal, fez uma publicação com algumas notas de Nicolas Cantin, o diretor de Thief. “Nosso design primordial era MUITO mais gótico — com unhas pretas —, mas nós pensamos que ele não fazia jus ao legado do Garrett, então nós mudamos um pouco. Retornamos a algo mais parecido com o Garrett original”, comentou Cantin.

Além dessas afirmações, o responsável pelo novo Thief comentou sobre a questão da dificuldade game. Na notícia original, Nicolas Cantin comenta que o jogo está bem difícil para quem já está acostumado com os Thiefs antigos, mas também pode ser um jogo fácil para os gamers que estão iniciando agora.

Fonte: Reprodução/Vk.com
Ele complementa as declarações relatando que o jogo pode ser finalizado sem que um único inimigo seja morto. Para a Eidos Montreal, é importante deixar isso bem claro, visto que Garrett é um mestre em roubos, não uma máquina de matança.

Fonte: Blog oficial da Eidos Montreal

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.