EA acredita na experiência free-to-play e na antiga geração de consoles

EA acredita na experiência free-to-play e na antiga geração de consoles

Último Vídeo

Já parou para pensar quantas vezes você já se cadastrou em um serviço pago, levou para um “teste drive” e depois decidiu se valia a pena ou não comprá-lo? Pois bem, segundo Andrew Wilson, CEO da EA, a empresa está se preparando para um futuro em que essa realidade seja ainda mais comum, visando assim conquistar novos jogadores para seus serviços.

Além disso, embora alguns pensem que a antiga geração de consoles seja coisa do passado, a empresa afirma que não. Em entrevista concedida ao site GamesIndustry, Wilson revelou que a Electronic Arts crê que a tendência para o mundo dos jogos e das outras plataformas é uma experiência inicial gratuita.

“Quando observamos os filmes, a TV, a música e os livros, percebemos que sempre há uma noção de teste gratuito que, na realidade, atrai novos jogadores, ouvintes, leitores e telespectadores para o serviço”, explicou o CEO. Segundo ele, sua companhia está buscando formas para oferecer esse tipo de experiência aos usuários de console e outras plataformas.

Uma das experiências gratuitas da EA

De graça, mas nem tanto

Embora a proposta seja atraente, isso não significa que ela será utilizada em todo modelo de negócio. Wilson disse que a abordagem é viável independentemente de que a próxima etapa depois da experiência gratuita seja o download do jogo completo, uma microtransação no título ou a inscrição em um serviço maior, como o EA Access ou o Origin.

Portanto, embora você esteja conhecendo o game sem precisar pagar nada por isso, a companhia sempre está esperando algo em troca. “Queremos oferecer essas três opções para todos os tipos de jogadores”, informou o representante da EA.

Origin: a loja oficial da EA

Não é o fim para os antigos consoles

Quando questionado sobre a estabilidade da antiga geração de consoles, Peter Moore, executivo-chefe da EA, disse que acredita que o PlayStation 3 e o Xbox 360 continuarão tendo uma área de crescimento e de adoção por parte dos novos players.

“Creio que a Sony e a Microsoft continuarão prestando suporte além de sua atual geração. É uma grande oportunidade para as duas alavancarem o poderio de uma base já pré-instalada. Há um grande portfólio de títulos com quase uma década de história, além disso, a questão do preço do hardware mais barato é um grande atrativo para os consumidores que ainda não adotaram as novas plataformas”, explicou Moore.

O executivo ainda falou que há alguns meses, a companhia pensava que toda a atenção seria transferida para o PlayStation 4 e o Xbox One. No entanto, o tempo mostrou que os jogadores seguiram em frente, mas que ainda existe uma grande parcela que deseja entrar no mundo dos jogos.

Blake Jorgensen, diretor-financeiro da empresa, confirmou o sucesso da antiga geração afirmando que durante o ano passado foram vendidas mais de 3 milhões de cópias dos consoles da geração anterior nos EUA. “Se você vai comprar um video game pela primeira vez, há uma grande possibilidade de que adquira FIFA, Madden, Battlefield ou Need for Speed”, defendeu o empresário.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.