EA inicia demissão em massa em seus estúdios australianos
38
Compartilhamentos

EA inicia demissão em massa em seus estúdios australianos

Último Vídeo

Após a divulgação de um relatório financeiro que não se mostrou muito positivo, a Electronic Arts seguiu os passos da Activision e da ArenaNet e iniciou um processo de demissão em massa em seus estúdios australianos. A FireMonkeys, estúdio focado no desenvolvimento de games mobile, foi a principal afetada pela decisão.

FireMonkeys

Entre os títulos criados pela divisão estão Real Racing 3, The Sims: Freeplay e Need for Speed: No Limits, que ajudaram ela a se tornar o maior estúdio mobile da Austrália. Pouco antes da decisão, o desenvolvimento de Real Racing 4 já havia sido cancelado, dando indícios de que mudanças substanciais estavam a caminho.

Clima de desespero

Segundo o Kotaku, os desenvolvedores afetados foram alertados sobre as demissões no começo da semana, enquanto os que permanecem vão ser reorganizados para dar suportes a projetos como The Sims Mobile. Um dos funcionários que permanece na FireMonkeys afirmou, sob anonimato, que o clima atual é bastante desesperador e muitos acreditam que é só questão de tempo até a empresa fechar completamente.

Real Racing 3

Não se sabe o número exato de empregados afetados, mas as estimativas são de que 40 a 50 pessoas do estúdio, que tem aproximadamente 200 funcionários, foram afetadas. Em um comunicado, a EA afirmou que o estúdio vai continuar em operação, e que valoriza a experiência da equipe tanto em serviços contínuos quanto na criação de jogos mobile populares.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários