Voxel

EA: “Mercado de games precisa de mais apelo comercial para o público em geral”

Último Vídeo

Fonte: Divulgação/GamesIndustry
O CCO da Electronic Arts, Richard Hilleman, acredita que os video games ainda não fazem parte do mercado de massa e isso precisa mudar. De acordo com o chefe operacional da publicadora, o mais perto que a indústria já chegou dessa categoria foi quando ela lançou uma série de jogos sociais e para dispositivos móveis.

A indústria de games conseguiu atingir patamares de aceitação muito maiores do que se sonhava em toda a história dos consoles. “Mesmo assim, os jogos ainda estão muito longe de conseguir adentrar a categoria de mercado de massa”, relata Hilleman ao GamesIndustry. O CCO da EA fez uma passagem pelo reino Unido a fim de atender a TV Connect — uma conferência que reúne as maiores companhias no ramo das telecomunicações.

“Olhando da minha perspectiva, a televisão é a principal unidade do mercado de massa e nós estamos ainda às margens dele [do mercado]”, diz Hilleman. Ele também acredita que a indústria de games ainda tem muito que aprender sobre como falar com audiências gigantescas, mesmo quem administra os jogos mais populares de Facebook e de dispositivos móveis.

Fazendo melhor

“A televisão é para onde todas essas pessoas vão quando elas desligam seus video games, telefones celulares e tablets, e isso faz com que a TV seja o local ideal para que nós arrebanhemos novos consumidores”, conclui o preocupado diretor. O objetivo agora é muito claro: conectar a Electronic Arts diretamente à televisão. A questão a ser resolvida é “como fazer isso?”.

Vale lembrar que a EA entrou no acirrado ranking das empresas mais malvadas dos Estados Unidos, o que gerou uma grande inquietação dentro da companhia.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.