EA muda Battlefront 2, mas problema em progressão não altera sua estratégia
94
Compartilhamentos

EA muda Battlefront 2, mas problema em progressão não altera sua estratégia

Último Vídeo

A EA escutou o feedback dos jogadores, aguentou a bronca com a repercussão negativa que o sistema de progressão de Star Wars Battlefront 2 provocou e aplicou as correções necessárias. No entanto, isso não significa que a empresa mudará sua estratégia de negócios. Ao menos é isso que o CFO Blake Jorgensen disse numa apresentação a investidores lá fora.

De acordo com o executivo, a companhia está escutando os consumidores e explicou que isso é “muito importante”. Admitiu que erros foram cometidos, mas que a companhia está em “fase de aprendizado” ao fazer os jogadores entenderem que houve um “pay-to-win” no sistema do jogo. Jorgensen opinou que há dois tipos de jogadores: um com mais tempo que dinheiro e outro com mais dinheiro que tempo. A ideia é ter um equilíbrio entre os dois.

Dito isso, ele afirmou que a EA está muito focada em “não violar” o cânone de Star Wars e que a possibilidade das microtransações em cosméticos sempre existe, permitindo, por exemplo, que os jogadores mudem a cor do sabre de luz. Os DLCs de mapas serão gratuitos, pois os pagos “dividiam a comunidade”, e essa correção já foi aplicada no passado. Ainda assim, o modelo pago pode, de alguma forma, ser aproveitado de forma que não viole a experiência.

Confira nossa análise

Contanto que não interfira na progressão, senhorita EA, a tentativa é uma prática do mercado. Ainda assim, a jogada é arriscada e delicada se não for aplicada do jeito certo – e a repercussão negativa desse caso foi um preço alto. Confira nossa análise de Battlefront 2 clicando aqui.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.