Voxel

EA: SimCity educativo vem aí e jogadores podem ser banidos para sempre se não denunciarem bugs nos jogos

Último Vídeo

Fonte: Reprodução/Sidequesting
A Electronic Arts anunciou que está desenvolvendo uma versão educativa de seu premiado game SimCity. A novidade será chamada SimCityEDU e vai entregar aos gamers uma jogatina online baseada no último reboot do título mais premiado da franquia das projeções e construções.

A novidade está sendo produzida como fruto de uma parceria entre a EA com o GlassLabs, que pretendem que o jogo seja uma ferramenta de conhecimento para jovens mentes. Os principais assuntos tratados na obra serão ciência, engenharia, tecnologia e matemática, sendo que o conteúdo presente no jogo estará em consonância com as normas oficiais de aprendizagem nos Estados unidos (US Common Core Standards).

De acordo com a EA, os professores poderão desenhar e compartilhar planos e lições para o game online. Os estudantes usarão SimCityEDU para aprender lições importantes sobre desenvolvimento sustentável, planejamento de cidades e economia social. Mesmo ainda não havendo uma data oficial para o lançamento, o título deve ficar pronto até o próximo dia 5 de março.

Banindo quem não se manifesta

Em tempo, vale comentar que é comumente aceito pela maior parte das pessoas que ninguém lê os gigantescos contratos antes de baixar qualquer jogo online hoje em dia. No entanto, isso não quer dizer que nós não deveríamos ler as cláusulas dos contratos, pois há vários quesitos bastante questionáveis e muitos são bastante polêmicos.

Recentemente, chegou aos ouvidos do site Sidequesting que a Electronic Arts diz nos termos de serviço de SimCity Beta que a empresa se reserva ao direito de banir qualquer jogador que não reportar bugs e defeitos. O mais impressionante é que os jogadores que forem banidos não poderão jogar mais nenhum jogo da Electronic Arts, e não apenas a presente Beta.

A ação é boa para evitar que alguns gamers mal-intencionados tirem proveitos de defeitos do jogo. O problema é saber como a EA pretende provar isso. Só nos resta continuar atentos para ver se a empresa explica essa intenção.

Fonte: Electronic Arts (Businesswire), Sidequesting

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.