Eis como funcionam as batalhas em The Band of Thieves & 1000 Pokemon

Eis como funcionam as batalhas em The Band of Thieves & 1000 Pokemon

Último Vídeo

Conforme você já deve ter lido em outra notícia aqui no BJ, The Band of Thieves & 1000 Pokemon é um game a ser disponibilizado gratuitamente (de acordo com o esquema free-to-play) pela Nintendo, tendo seu funcionamento fortemente atrelado ao StreetPass. Bem, mas como devem funcionar as batalhas nesta curiosa mistura de Pokémon, Paper Mario e free-to-play?

Bem, o site oficial do game ajudou a lançar alguma luz sobre as curiosas mecânicas do game — a qual tem, no centro, a ideia de arremessar exércitos inteiros de Pokémons sobre oponentes incautos. Vamos aos detalhes.

Escolha o seu Pokémon

Antes de qualquer coisa, The Band of Thieves & 1000 Pokemon vai convidá-lo a escolher o monstrinho que servirá como Pokémon líder para o seu exército. Dessa forma, você precisará escolher entre Fennekin, Froakie e Chespin. Daí em diante, dúzias e mais dúzias dos três serão acrescentadas à sua equipe sempre que a funcionalidade StreetPass estiver ativada.

Entretanto, vale lembrar que, uma vez terminada a batalha, boa parte das criaturas deve debandar caso você deixe de utilizar o StreetPass — de forma que você poderá acabar com cada vez menos Pokémons.

Caso a função não traga novos recrutas, entretanto, sempre será possível adquirir mais Pokémons em troca de algumas Game Coins. O problema é que, nesse caso, você terá à disposição para compra apenas outras criaturas do mesmo tipo do seu Pokémon escolhido como líder.

Novos personagens ao longo do jogo

Conforme você progrida no jogo, novas caras devem aparecer de tempos em tempos — tanto Pokémons quanto personagens humanos. Entre eles, estão, por exemplo, Marilyn Flame e Ninja Riot — os quais, não por acaso, também aparecem em Pokémon The Movie: Diancie and the Cocoon of Destruction.

A fim de ganhar as lutas, você precisará ter mais poder de batalha do que o seu oponente. Não obstante, é bom ressaltar que pode ser uma péssima ideia utilizar todos os seus Pokémons logo de saída — já que, dessa forma, você pode acabar desprotegido na rodada seguinte. Em suma, é bom desenvolver algum sentido estratégico.

Forças e fraquezas de acordo com os elementos

Conforme seria de se esperar, as mecânicas baseadas nos diferentes elementos ainda devem ditar as coisas durante os combates de The Band of Thieves & 1000 Pokemon. Em outras palavras, escolher o Pokémon certo contra determinado oponente é crucial para poder levar a melhor ao final.

Encontros aleatórios

Caso você encontre um Pokémon durante as perambulações de The Band of Thieves & 1000 Pokemon, deve haver duas possibilidades distintas de ação — conforme regem a boa e velha mecânica dos encontros aleatórios em RPGs.

Considerando-se que determinado Pokémon selvagem não perceba a sua presença, pode ser uma boa passar à surdina pelo local, preservando os seus Pokémons para outras batalhas. Entretanto, também se pode, é claro, encarar a criaturazinha para, eventualmente, ganhar um novo aliado.

The Band of Thieves & 1000 Pokémon deve ser disponibilizado no Japão entre os dias 5 de junho e 30 de setembro, exclusivamente por meio da Nintendo 3DS eShop. O game foi inicialmente revelado por meio de uma imagem vazada internet afora, devendo marcar a estreia do filme “Diancie and the Cocoon of Destruction”. Nem o filme e nem o game possuem, no momento, uma data de lançamento ocidental.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.