Elite: Dangerous vai exigir conexão com a internet mesmo no single player

Elite: Dangerous vai exigir conexão com a internet mesmo no single player

Último Vídeo

Na semana passada, o designer David Braben, da Frontier Develpments, afirmou que o título Elite: Dangerous não será mais completamente offline, exigindo conexão com a internet a todos os momentos – mesmo no modo single player. Como arrecadou fundos pelo site Kickstarter com a promessa de ser offline, milhares de fãs foram reclamar nos fóruns do desenvolvedor e pedir ressarcimento do valor pago pelo game.

A Frontier concordou em devolver o dinheiro pago para quem colaborou via Kickstarter e, inclusive, para quem já comprou a edição de pré-venda no site do jogo. Entretanto, existe uma condição: apenas para quem não tiver jogado ainda. Ou seja, quem teve acesso às versões Alfa e Beta do game está automaticamente excluído do ressarcimento automático. Apesar disso, a empresa promete avaliar caso a caso, podendo devolver o dinheiro de acordo com a situação.

O trabalho de divulgação da Frontier, com certeza, está se provando horrível: ao comentar sobre não ser mais completamente offline, o designer deixou de mencionar o simples fato de que o game continua tendo uma campanha single player.

Além disso, a conexão é exigida apenas para baixar mais conteúdo constantemente, requerendo apenas 10 Kbps da sua banda (convenhamos, porém, que baixar atualizações não exige conexão constante...). Ou seja, embora haja o modo multiplayer similar a um MMO, o single player promete não ficar ser muito comprometido devido a problemas nos servidores, por exemplo.

Elite: Dangerous será lançado no dia 22 de novembro para quem contribuiu via Kickstarter e no dia 16 de dezembro para os demais jogadores.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.