Voxel

Entrevista: produtor fala sobre a experiência templária de AC Rogue [vídeo]

Último Vídeo

A BGS é uma grande oportunidade para que o público brasileiro entre em contato com os desenvolvedores dos seus jogos favoritos. E é claro que Assassin’s Creed Rogue, a aposta da Ubisoft para os consoles da geração passada, não ia ficar de fora, trazendo para a feira ninguém menos que Martin Capel, produtor do título – e o BJ aproveitou a chance para bater um papo com ele.

Sem revelar muitas informações sobre os eventos mais marcantes na vida do protagonista do jogo, Shay Patrick Cormac, Capel afirmou que você começará o título acompanhando o então jovem assassino enquanto ele forma seus valores pessoais. Eis que, então, algo irá acontece que fará o herói da história reavaliar a forma que entendia o mundo e decidir passar para o lado dos templários, os eternos inimigos da Irmandade a que pertencia.

“Nós desenvolvemos uma história bastante sombria, mas que também é sobre um jovem garoto basicamente se tornando um homem e escolhendo seus próprios valores. Não tem muita relação com um credo ou uma facção, mas sim com uma crença e com o que você sente que é certo”, explica o produtor.

As respostas estão aqui

Capel também abordou os motivos que levaram sua equipe a escolher situar o jogo nas áreas mais ao norte da América do Norte. Segundo ele, muitos fãs costumavam indagar sobre o que pode ter acontecido com a Irmandade dos assassinos após o final de Black Flag, quando ela estava bem estabelecida, para que ela acabasse no estado quase destruído em que se encontra no começo de Assassin’s Creed III. Dessa forma, Rogue se encontra em uma posição perfeita para responder a essa dúvida.

Além disso, o público também desejava saber um pouco mais sobre Haythan Kenway, que aparece como uma criança no final do último título da série e ressurgia como um mestre templário do início do terceiro jogo. Dessa forma, Rogue serve para completar a saga norte-americana e a história dos Kenway, mas faz isso com Shay como protagonista – além de finalmente nos mostrar de forma plena como é jogar com um templário.

O produtor ressalta que os jogadores estão muito acostumados a ver o ideário dos assassinos, mas dificilmente levam em conta que os templários têm o mesmo objetivo. “Eles querem a paz mundial, mas apenas têm um sistema diferente para alcançar isso. E nós queremos que os jogadores sintam isso, que às vezes o lado oposto da moeda pode ter seus próprios valores e sua moral”, explica.

Mergulhando sozinho

Questionado sobre a ausência de conteúdo multiplayer no jogo, Capel afirmou que a equipe decidiu se focar no modo para um jogador por conta do tamanho do mundo, que envolve os ambientes de Nova York, o Vale dos Rios e o Atlântico Norte. “O Vale dos Rios por si só tem o mesmo tamanho em área de terra jogável do que o Assassin's Creed 4 como um todo”, ressaltou.

“Nós recriamos o mundo todo, então para Nova York nós reconstruímos as áreas que estavam destruídas em AC 3. Nosso jogo se passa 20 anos antes, então nós às reconstruímos e tratamos possam ir até o alto e navegar. Criamos uma experiência muito mais fluida para os jogadores. E era nisso que o nosso foco estava, dar a vocês o continente norte-americano e a experiência templária para conquistar”, afirmou o produtor.

Um elemento de Rogue é justamente a nova jogabilidade proporcionada pelo protagonista templário, voltada para a manipulação, exploração e conquista de territórios para a Ordem e para seus aliados britânicos – tudo isso enfrentando os habilidosos assassinos. Os inimigos agora estão focados em emboscar o jogador e usam recursos como bombas de fumaça e assassinatos aéreos contra você. “Nós vamos te dar as ferramentas para contra-atacá-los, mas se prepare para ser assassinado”, brinca Capel.

Experiência completa

Embora o produtor não tivesse permissão para dar mais detalhes sobre a história dos tempos modernos, a possibilidade de uma versão para a última geração de consoles e a conectividade do título, ele ressaltou que o novo game será “uma experiência AAA completa”. O resultado nós vamos conferir assim Assassin’s Creed Rogue chegar às lojas, no dia 11 de novembro, em suas versões para PlayStation 3 e Xbox 360.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.