Epic Games entra em acordo com jogador que usou cheats em Fortnite
145
Compartilhamentos

Epic Games entra em acordo com jogador que usou cheats em Fortnite

Último Vídeo

A Epic Games encerrou na última sexta-feira (1) o primeiro processo contra um jogador que usou cheats em Fortnite Battle Royale. Um acordo judicial estabelecido entre as partes proíbe Charles Vraspir (também conhecido como “Joreallean”) de usar novamente trapaças no jogo ou em qualquer título da Epic Games, sob o risco de pagar US$ 5 mil em danos por qualquer ocorrência futura.

Fortnite

Segundo o processo, Vraspir foi banido pelo menos 9 vezes do jogo antes do início do processo, mas continuou se registrando com novas contas para continuar com suas trapaças. Além disso, ele também foi acusado de escrever códigos que eram injetados no game para modificar suas propriedades.

Como o acordo foi alcançado rapidamente, parece que a Epic Games está mais disposta a “mandar uma mensagem” com seus processos do que a tirar o dinheiro dos jogadores que usam cheats. Ao que tudo indica, a empresa espera que isso seja o suficiente para convencer outras pessoas a jogar conforme as regras estabelecidas no jogo.

Processo contra jogador de 14 anos

A desenvolvedora também se pronunciou oficialmente sobre o processo que abriu contra um jovem de 14 anos — situação que resultou em duras críticas da mãe do jogador. A empresa afirmou que não tinha ideia da idade do rapaz quando iniciou seu processo, portanto não chegou a cometer um crime ao divulgar seu nome — que a partir de agora será referenciado na forma de siglas em qualquer documento legal.

Fortnite

A Epic também afirmou que a própria mãe do jogador o expôs indevidamente ao divulgar seu nome e endereço completos na carta enviada à empresa. “Planejamos incluir somente as iniciantes do acusado ou eliminar seu nome completamente em qualquer procedimento futuro com a Corte, incluindo essa carta”, afirmou a desenvolvedora.

Embora o caso continue aberto no momento, tudo indica que ele não deve resultar em uma batalha legal muito longa, sendo finalizado com um acordo semelhante ao estabelecido com Vraspir. Isso, é claro, se as duas partes envolvidas conseguirem entrar em um acordo após a polêmica gerada pelo caso.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.