Voxel

Especulações de preço e outras possibilidades sobre o 3DS

Último Vídeo

O site ComputerAndVideoGames divulgou ontem alguns relatos do analista Michael Pachter no que diz respeito ao Nintendo 3DS. É possível que o novo console seja vendido por um preço mais elevado em comparação aos valores iniciais de vendas do DS.

Segundo o profissional da Wedbush Morgan, o portátil em três dimensões é revolucionário o suficiente para justificar o aumento do preço:

“Nós vemos o 3DS como um dispositivo revolucionário, e esperamos que o seu lançamento estimule as vendas de hardware e software. Devido à experiência com o 3DS proporcionada pela Nintendo na E3 deste ano, nós acreditamos que a companhia possa vender milhões de unidades mesmo a um preço acima de US$ 250.”

“De uma perspectiva referente a software, nós acreditamos que a Nintendo conseguirá aumentar as vendas de software para DS, de uma média misturada de cerca de US$ 25 para mais de US$ 29 no próximo ano.”


É interessante, ainda, relembrar algumas palavras proferidas por Pachter para o pessoal da CVG no mês passado:

“O 3DS foi ainda melhor do que eu imaginei, ele será o hit da E3. Eu acho que a Nintendo conseguirá vender as primeiras 10 milhões de unidades a qualquer preço abaixo de US$ 300, e acho que a experiência valerá um preço tão alto.”

Registro de marcas

Ontem, o site Siliconera divulgou algumas marcas registradas no Japão que possuem relação com o Nintendo 3DS. Ao que tudo indica, o Tag Mode do console está relacionado aos seguintes nomes: CrossPass Mode, CrossPass Network e CrossPass Connection. A funcionalidade em questão leva os usuários a compartilharem dados com outras pessoas, mesmo jogando games diferentes.

Outra possibilidade levantada pelo site é o lançamento de certos jogos. A Nintendo registrou marcas para 3D PaddleBall, 3D Challenge, 3D Hopper e Target Shooting, mas a companhia ainda não liberou os nomes oficiais dos softwares. Existe a chance de que esses títulos simbolizem apenas demonstrações tecnológicas.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.