ESPN abraça os eSports com nova divisão dedicada ao assunto
479
Compartilhamentos

ESPN abraça os eSports com nova divisão dedicada ao assunto

Último Vídeo

Imensamente populares na internet, os eSports começam a invadir cada vez mais os meios de comunicação tradicionais. Prova disso é que a ESPN anunciou a criação de uma nova divisão em seu site oficial totalmente dedicada a cobrir o meio — algo que surge de forma um tanto natural, visto que a emissora já cobriu diversos torneios de games nos últimos anos.

Embora do ponto de vista financeiro a decisão faça sentido, ela também parece indicar uma mudança na visão dos executivos responsáveis pelo canal. Em setembro de 2014, o presidente da ESPN, John Skipper, afirmou que “eSports não eram um esporte, mas sim uma competição” pouco após o fim da transmissão do International 4, que reuniu algumas das melhores equipes de DoTA 2 da época.

Entre os responsáveis pela cobertura especializada estão os escritores Rod “Slasher” Brelau (ex-TheScore Esportes) e Tyler “Fionn” Erzberger (ex-LOLEsports). A nova divisão vai ser liderada por Darin Kwilinski, que continua desempenhando suas funções no Azubu, sistema de streaming que compete com o Twitch.

Mercado em expansão

A nova divisão já está trabalhando na cobertura do League of Legends Champioship Series, que ocorre durante este fim de semana. “Os fãs vão encontrar o mesmo nível de conteúdo de  qualidade e jornalismo que os usuários da ESPN.com já esperam, incluindo análises aprofundadas do mundo dos games competitivos e o acompanhamento dos maiores torneios”, afirmou o editor-chefe do site e da ESPN The Magazine, Chad Millman.

O anúncio surge poucas semanas após a Activision-Blizzard anunciar a compra da Major League Gaming, negócio que movimentou US$ 46 milhões. Segundo previsões da Deloitte, o segmento deve movimentar US$ 500 milhões somente em 2016, marca que tende a crescer em anos posteriores.

O que você pensa sobre o crescimento dos eSports? Comente no Fórum do TecMundo

Via TecMundo.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.