Estúdio por trás de We Happy Few fala sobre banimento do jogo na Austrália
01
Compartilhamento

Estúdio por trás de We Happy Few fala sobre banimento do jogo na Austrália

Último Vídeo

Recentemente, We Happy Few teve sua classifica negada pelo governo da Austrália por causa dos temas abordados no game, praticamente banindo a comercialização do título no país. Agora, o Compulsion Games, estúdio responsável pelo jogo, divulgou como deve encarar a situação e se os jogadores australianos ficarão sem poder jogar o game.

Em um comunicado publicado no site oficial do estúdio, o porta-voz da Compulsion Games informou que estão todos frustrados com a decisão do governo australiano, mas que pretendem trabalhar com o órgão regulador para mostrar que o jogo não quebra nenhuma lei local. Mesmo assim, caso o governo prossiga negando a classificação do jogo no país, os jogadores que já o compraram serão ressarcidos.

 

Além disso, jogadores australianos que ajudaram na campanha do Kickstarter para financiar We Happy Few não ficarão desamparados, já que o estúdio estuda uma forma de atender a todos, mas apenas depois da decisão final sobre o caso.

O comunicado argumenta que a decisão, tomada pelo fato de o jogo trazer o uso de drogas como um dos seus temas principais, é errada pelo simples fato de ignorar a temática do game.

"O jogo mostra uma sociedade em que os cidadãos são forados a tomar a droga Joy e a sua trama trata sobre rejeitar isso e lutar contra o sistema. Dentro do seu contexto, o jogo não é diferente a obras como "Admirável Mundo Novo", de Aldous Huxley, ou "Brazil", de Terry Gilliam."

We Happy Few

O estúdio basicamente comenta que o jogo não glorifica o uso de drogas, mas sim usa esse elemento como ponto temático de sua trama. "O jogo explora vários temas modernos, como vício, saúde mental e abuso de drogas. Nós recebemos centenas de mensagens de fãs agradecendo a forma como esses assuntos foram tratados e acreditamos que jogadores de todo o mundo se sentem da mesma forma. Nós estamos muito orgulhosos do nosso trabalho", falou o porta-voz.

No passado, outros jogos também tiveram sua classificação negada na Austrália, mas os desenvolvedores trabalharam com o órgão para realizar algumas alterações que permitiam a comercialização dos títulos no país. O estúdio Compulsion Games pretende dialogar com o órgão para permitir a liberação do jogo na Austrália, mas pela ligação tão forte com os temas que causaram sua proibição, talvez seja uma luta perdida.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.

Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Participe agora deixando seu comentário Acesse sua conta
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários