Voxel

Evento australiano revela detalhes de Battlefield 4

Último Vídeo

Na última terça-feira (16), a loja EB Games Australia realizou um evento exclusivo de Battlefield 4, com demonstrações voltadas para a imprensa e cem fãs sortudos que ganharam ingressos em um sorteio. Enquanto os vídeos (gameplay do mapa Angry Sea) e a Demo (já liberada para testes em outros eventos) disponíveis não tinham grandes novidades, o destaque ficou por conta da sessão de perguntas com David Silverman, diretor de marketing da franquia.

Em relação ao modo single player de Battlefield, Silverman admitiu que a história de BF3 poderia ter sido melhor, mas afirma que a campanha de BF4 será mais voltada para o personagem: como o time de devs está confiante nas suas habilidades de fazer o modo multiplayer, há mais tempo para se focar no single player. Além disso, os NPCs devem ser mais detalhados, “mais humanos”, e as cutscenes prometem ter qualidade sonora equivalente à de filmes.

Img_normal

Mapas não serão um problema

Sobre hardware, enquanto o Oculus Rift não deve ter um suporte inicial, há chances futuras de isso acontecer. E ainda as especificações do BF4 devem ser similares às do antecessor, embora não tenham sido reveladas. Foram também reveladas informações sobre o modo multiplayer: Battlelog deve voltar para PCs e ser implementado nos consoles, o Commander Mode deve estar disponível em tablets e que o mapa Operation Metro de BF3 (o mais jogado) deve voltar no DLC Second Assault.

Falando sobre mapas, Silverman afirmou que eles não podem ser completamente demolidos, mas as destruições prometem ser mais dramáticas que em BF3 e similares com as vistas em Bad Company 2. Além disso, há a chance de módulos de comunicação poderem ser destruídos novamente (quando estruturas caírem sobre eles) e a possibilidade de cortar a luz de prédios, usando a escuridão como vantagem tática. Para fechar a sessão, Silverman afirmou que o número de mapas não desapontará os jogadores.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.