Para evitar fraudes, Valve mudará sistema de troca de cartões no Steam

Para evitar fraudes, Valve mudará sistema de troca de cartões no Steam

Último Vídeo

Para tentar combater "falsas versões" de jogos e fraudes causadas por eles, a Valve anunciou uma mudança que vai impactar diretamente o sistema de Troca de Cartões (Trading Cards) do Steam.

Lançado em 2013, esse sistema de troca consiste em cards colecionáveis que os jogadores podem coletar através de seus games favoritos e compartilhar essas cartas com os amigos. Até então, os cartões poderiam ser ganhos ao jogar ou deixar o game aberto por um período de duas horas ou menos, dependendo do intervalo de tempo escolhido pelos desenvolvedores. 

Milhares de cards são gerados pelos produtores através de um processo dentro do próprio Steam. O problema é que, conforme o serviço foi ganhando espaço e popularidade na comunidade ao longo dos últimos quatro anos, muitos produtores de falsos conteúdos começaram a disponibilizar jogos de baixa qualidade no Steam para então lucrar em cima dos cartões de troca. De acordo com a Valve, isso acontece por meio de bots em várias contas falsas que, através dos cards, conseguem desbloquear cartões comerciais para serem vendidos no Steam Marketplace.

É por isso que a companhia revelou que vai implementar uma nova "métrica de confiança" que não vai permitir que os jogos distribuam cartas de troca até que fique comprovado que o game em questão foi adquirido e foi jogado por pessoas de verdade. Qualquer jogo que conseguir esse status distribuirá os cards automaticamente para todos os usuários, mesmo se estes jogaram aquele título antes dos cartões serem desbloqueados. 

Ainda segundo a Valve, o mecanismo de métrica consegue distinguir jogadores reais e bots. Além disso, o novo sistema vai evitar que esses falsos conteúdos afetem o principal algoritmo do Steam. "O maior objetivo do algoritmo é processar uma grande quantidade de dados sobre os jogos e os jogadores e decidir quais títulos deve mostrar a você. Por conta dos dados falsos dentro das cartas de troca, o algoritmo corre o risco de pensar que um desses jogos é um game realmente popular e que os usuários reais deveriam ver", disse. 

A Valve acredita que o novo procedimento vai "melhorar a qualidade dos dados recolhidos e usados pelos seus algoritmos", além de reduzir o número de fraudes por meio dos cartões de troca. 

Todas as informações foram divulgadas no blog do Steam, que faz parte de uma série de três postagens nas quais a empresa explica as mudanças que irão acontecer em sua loja online. O terceiro e último post falará sobre a substituição do Steam Greenlight (plataforma de curadoria de jogos independentes) pelo Steam Direct, anunciado em fevereiro deste ano.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.