Ex-desenvolvedor fala sobre conteúdo cortado da trilogia Metroid Prime

Ex-desenvolvedor fala sobre conteúdo cortado da trilogia Metroid Prime

Último Vídeo

Em um momento no qual a Nintendo trabalho no desenvolvimento de Metroid Prime 4, um ex-desenvolvedor da Retro Studios veio a público para contar alguns detalhes sobre a produção da trilogia original. Segundo Jack Matthews, engenheiro que trabalhou nos três games, muitos conteúdos foram deixados de lado durante o processo de desenvolvimento.

Entre as curiosidades que ele contou ao site Shinesparkers está o fato de que Metroid Prime 2: Echoes foi pensado como um jogo multiplayer, e só ganhou uma campanha próximo ao final de seu desenvolvimento. “Iríamos até dar a possibilidade de jogar como um Space Pirate e ter coisas como agarrar paredes e coisas do tipo”, afirmou Matthews.

Metroid Prime

“Conforme voltamos a ter um foco maior no single player, deveríamos ter deixado o multiplayer totalmente de lado. Houve uma tonelada de esforços para fazer com que o multiplayer acontecesse: tivemos que inclusive fazer animações de Samus em terceira pessoa, tivemos que dar suporte para múltiplos ‘jogadores’ no mundo, criar novos efeitos em baixa qualidade, modos de jogo, etcetera e etecetera. É tudo trabalho que tirou qualidade e mentalidade do single player”.

Matthews explica que Prime 2 também deveria ter mais distinções entre o mundo normal e o universo sombrio, mas limitações de tempo e orçamento impediram que isso acontecesse. Ele também afirma que, inicialmente, Metroid Prime 3: Corruption se focaria em Samus atuando como uma caçadora de recompensas, com direito a missões espalhadas pela galáxia.

 “Iríamos até dar a possibilidade de jogar como um Space Pirate"

“Eu só lembro que o conceito original revolvia ao redor de Samus e sua nave fazendo trabalhos ao redor da galáxia para ficar mais forte”, explicou. Segundo ele, a Nintendo acabou engavetando a ideia por ter uma ideia bastante diferente do que uma “caçadora de recompensas” deveria fazer.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.