Executivo afirma que falta do Switch nas lojas não é intencional

Executivo afirma que falta do Switch nas lojas não é intencional

Último Vídeo

Grande sucesso desde seu lançamento, o Nintendo Switch virou uma peça rara na maioria das lojas, inclusive no mercado norte-americano. Após a fabricante se desculpar pelo baixo número de consoles disponíveis, um de seus executivos veio a público para esclarecer que essa situação não é intencional nem tem o objetivo de criar uma falsa sensação de alta demanda.

Segundo Charlie Scibetta explicou ao Ars Technica, a companhia continua produzindo novas unidades o mais rápido que consegue. “Queremos trazer a maior quantidade possível de unidades possíveis para darmos suporte ao software que está saindo agora. Nosso trabalho é fazer isso o mais rápido possível, especialmente para esse final de ano, porque queremos ter unidades nas prateleiras para suportar Super Mario Odyssey”, explicou.

Queremos trazer a maior quantidade possível de unidades possíveis para darmos suporte ao software que está saindo agora

Apesar de a empresa ter demonstrado expectativas positivas quanto ao lançamento do Switch, Scibetta afirma que a realidade superou qualquer previsão. “Esse é um bom problema para se ter, mas estamos trabalhando muito duramente para tentar alcançar essa demanda”, complementou o executivo.

O que faz a situação se tornar complicada é o fato de que ela acontece pouco após os acontecimentos relacionados ao NES Mini, cuja produção foi encerrada mesmo quando ainda havia uma alta demanda pelo aparelho. “Eu acredito que poderíamos ter feito um trabalho melhor em comunicar que aquilo era algo limitado. Era algo que deveria ser somente para aquele final de ano”, justifica Scibetta.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.