Voxel
39
Compartilhamentos

Fabricação de video games no Brasil faturou mais de R$ 415 milhões em 2013

Último Vídeo

A produção de video games no Brasil está crescendo, e pelos números da Superintendência da Zona Franca de Manaus eles representam uma boa fatia do mercado nacional. Segundo os dados da Suframa, a fabricação de consoles gerou nesse ano R$ 415,9 milhões em faturamento, um número que já supera os R$ 311,2 milhões do ano passado.

De 2011 até o final de 2013, cerca de 1,5 milhão de aparelhos foram produzidos no país. Atualmente, o Brasil conta com quatro empresas que fabricam video games, sendo elas a Masa Flextronics (responsável pelo Xbox 360), a Sony Brasil (fabricando o PlayStation 3), a Tectoy (produzindo o Master System e o Mega Drive) e a desconhecida Jimmy Ltda (que produz um “clone” do NES, o X Play Vintage). A fabricação desses consoles no Brasil ajuda a reduzir os preços nacionais dos aparelhos em cerca de 40%.

A Suframa ainda divulgou que o setor gera 2.700 empregos no Brasil, sendo 1.000 deles dedicados à produção dos consoles.

O caso Nintendo

A produção nacional foi apontada em novembro pelo presidente da Nintendo nos Estados Unidos, Reggie Fils-Aime, como insuficiente em questões técnicas para a fabricação do Wii U e do portátil 3DS. Gustavo Igrejas, superintendente adjunto de Projetos da Suframa, comentou para o UOL Jogos que a situação nacional não é bem essa. "O mercado produtor e consumidor brasileiro tem totais condições de comportar a produção e aquisição de qualquer produto de ponta comercializado em todo mundo", disse Igrejas.

Outro ponto levantado pela Big N foi que alguns produtos mais complicados exigem mais esforços, e que isso traria alguns impedimentos na produção. O representante da Suframa lembrou que a própria empresa nipônica já contou com produtos fabricados no Brasil, reforçando que atualmente o país também produz televisores de última geração e tablets.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.