Para fãs de Naruto: saiba um pouco mais sobre a série Ultimate Ninja Storm

Para fãs de Naruto: saiba um pouco mais sobre a série Ultimate Ninja Storm

Último Vídeo

Em entrevista ao site Siliconera, Hiroshi Matsuyama, CEO da CyberConnect2, fez diversos esclarecimentos acerca da produção de Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm. De acordo com o executivo, a série protagonizada pelo ninja de cabelos amarelados sofre alterações a todo o momento – o que acaba por deixar o desenvolvimento dos games por vezes complicado. “Então, no jogo, ‘nos importamos em manter uma linha narrativa consistente’ e incluir também as habilidades mais recentes dos lutadores. Sempre pensamos em consistência e estilo para deixar a produção legal”, explicou Matsuyama.

A origem de Mecha-Naruto

O icônico personagem Mecha-Naruto, uma cópia mecanizada de Naruto que aparece exclusivamente no capítulo Revolution da série, foi outro dos pontos tratados por Matsuyama. Desenvolvido especialmente para o modo Ninja War, o robô foi primeiramente concebido pelo próprio criador do mangá. “Pedimos para Masashi Kishimoto [pai da série] criar um novo lutador e ele disse: ‘sabe, um personagem criado dentro dos padrões pode ser algo chato; precisamos fazer um guerreiro que cause impacto e surpresa a todos’”, contou Matsuyama.

A aproximação entre o trabalho da desenvolvedora CyberConnect2 e as pulsões criativas de Kishimoto existe de fato. Conforme dito ainda pelo CEO do estúdio, ideias sobre o rumo do seriado são até propostas ao criador do anime. “Então enquanto surgimos com ideias próprias, Kishimoto se dá ao trabalho de aprová-las e expandi-las”, pontuou o entrevistado.

Mais de 12 milhões de jogos vendidos

A série de jogos Ultimate Ninja Storm já vendeu mais de 12 milhões de cópias mundo afora – o capítulo Storm 3, por exemplo, foi adquirido por 1,8 milhão de jogadores (o título mais vendido da franquia até o momento). “As pessoas que assistiram ao anime ou leram o mangá e acabaram abandonando a série para jogar podem ter tido seu interesse revigorado em Naruto. Há, então, uma boa interação entre anime, mangá e jogos do personagem”.

Audiência e público-alvo

As plataformas PlayStation 3, Xbox 360 e PC são atualmente os meios que suportam os jogos da série Storm. E, apesar de exigir certa familiaridade dos jogadores com a série protagonizada por Naruto, a história do pequeno ninja é capaz de ressoar até mesmo dentre os ouvidos daqueles que não acompanham de perto a evolução do seriado. Pelo menos é o que alega a CyberConnect2, conforme dito pelo CEO durante conversa com o Siliconera.

“Gostamos de ter como alvo jogadores casuais e também aqueles que não jogam com muita frequência ou que não assistem ou leem o seriado e mangá – queremos atrair a maior audiência possível com estes jogos. E isto inclui gamers hardcore também! Temos refinado nossos sistemas de batalha por esta razão, e incluímos legendas para vários idiomas para garantir um acesso global ao jogo”, observou Matsuyama.

Mais detalhes acerca de Naruto Shippuden: Ultimate Ninja Storm Revolution podem ser conferidos por meio deste link.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.