Voxel

Fils-Aime: falta de um “ambiente digital robusto” pode ter prejudicado o 3DS

Último Vídeo


Talvez o 3DS não se catapultado inicialmente com tanta intensidade quanto o seu antecessor, o que certamente justifica os cortes de preço em um estágio bastante prematuro. Mas isso não significa que a Nintendo não tenha compreendido exatamente o que houve, é claro. A solução? Segundo o presidente do braço americano da empresa, apostar em títulos exclusivos de peso e fortalecer o ambiente digital do console — um dos lapsos mais consideráveis do portátil.

Quanto aos títulos, o foco parece ser bastante razoável. “No fim das contas, uma plataforma é impulsionada pela qualidade e pela quantidade de conteúdos que podem ser apreciados”, afirmou Fils-Aime em entrevista ao site MTV Multiplayer. Dessa forma, o executivo confia nos lançamentos de Mario, Star Fox, Kid Icarus e The Legend of Zelda: Ocarina of Time como sendo capazes de manter um “ritmo constante” de “conteúdos de peso”.

Img_normalFils-Aime também destaca a falta de um ambiente online inicial como um dos fatores responsáveis pelo início conturbado do console, embora acredite que isso tenha sido resolvido. “Com o lançamento do eShop e, agora, com o lançamento do Nintendo Video e do Netflix, nós acreditamos ter resolvido essa questão”, diz ele.

Não que o 3DS não valesse seu preço inicial, é claro. “Este é um negócio de oportunidades. Nós temos que manter um ritmo forte para adentrar o período de férias.” Ademais, ele garante que a Nintendo aprendeu com seus equívocos recentes. “Nós certamente aprendemos com o 3DS (...) Coisas como a importância do meio digital. Certamente também a importância de títulos exclusivos na ocasião do lançamento.” O executivo conclui que todas essas questões serão observadas para o lançamento do Wii U.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.