Fim de uma lenda: criador do Game Boy explica por que deixou a Nintendo

Fim de uma lenda: criador do Game Boy explica por que deixou a Nintendo

Último Vídeo

Responsável pela criação de produtos como o Game Boy, Gunpei Yokoi deixou a Nintendo pouco após o lançamento — e fracasso — do Virtual Boy, que também foi uma de suas obras. Com isso, muitos acreditavam que a separação do desenvolvedor da empresa foi motivada pelas baixas vendas do aparelho, que foi descontinuado somente um ano após seu lançamento.

Apesar de essa lenda ter perdurado, o próprio Yokoi explicou em uma edição de 1996 da revista Bungeishunju os motivos pelos quais ele saiu da Nintendo. Segundo ele, depois de trabalhar na empresa por mais de 30 anos, ele decidiu que a chegada de seus 55 anos de idade era o momento ideal para ele trabalhar em um local que permitisse mais liberdade criativa.

Gunpei Yokoi

Segundo ele explicou, seu pedido de demissão não foi uma forma de “tomar responsabilidade pelo fracasso do Virtual Boy”, mas somente uma forma de expressar essa vontade. Distante da Nintendo, ele foi o responsável pela criação do Wonder Swan, portátil que competiu com o Game Boy Advance no mercado japonês.

“Para explicar de outra forma”, afirmou Yokoi, “eu tive uma vida de ideias e continuei a fazer brinquedos. Para continuar a aprimorar a filosofia corporativa da Nintendo de ‘coisas de brincar de nicho’ — esse é o motivo pelo qual pedi demissão”, afirmou o criador do Game Boy. Infelizmente, a carreira dele fora da Nintendo foi curta: em 4 de outubro de 1997, um acidente de carro pôs fim à vida do criador, que estava com 56 anos de idade.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.

Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Participe agora deixando seu comentário Acesse sua conta
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários