Final Fantasy XV: nada de carros para dirigir na demo

Final Fantasy XV: nada de carros para dirigir na demo

Último Vídeo

Eis um balde de água fria para quem esperava dar “cavalos de pau” ou fazer um “zerinho” na vindoura demonstração jogável de Final Fantasy XV. A Square Enix anunciou que a demo não permitirá que os jogadores dirijam carros através do enorme mundo de jogo aberto. Mas há um bom motivo: não causar uma falsa impressão na comunidade de fãs — que poderiam enxergar um GTA com roupas e penteados mais extravagantes.

“Originalmente, nós planejamos tornar o carro disponível tanto através do mundo de jogo como ao longo da demo”, disse o diretor do título, Hajime Tabata, em entrevista ao site Polygon. “Mas nós não queremos que as pessoas interpretem errado [a proposta] e se perguntem ‘Quando foi que Final Fantasy se tornou um jogo focado em dirigir carros?’.”

Foco nos personagens e na “experiência”

Em vez disso, Tabata diz que a desenvolvedora preferiu acertar as coisas de tal forma que o foco ainda estivesse sobre os personagens (e não sobre suas rodas), embora a exploração do mundo de jogo ainda seja um ponto crucial da demonstração. “Vocês terão a oportunidade de experimentar desde o ponto de partida, o que potencialmente pode ser um mundo de jogo aberto em Final Fantasy”, disse o executivo.

Ele continua: “Vocês poderão experimentar aquele mundo contínuo de Final Fantasy dentro da própria demo, mas, ao jogar, ainda terão a impressão de que se trata de um Final Fantasy. Haverá esse equilíbrio na demonstração”. Tabata diz que a equipe de desenvolvimento “reimaginou” a demo, de tal forma que o resultado fosse mais “jogável e acessível” para as pessoas que já conhecem a série.

Ademais, o diretor também comentou que FF XV trará “melhorias e desenvolvimento extremos” para a franquia — embora a Square Enix prefira se manter reticente no que se refere à natureza exata dessa evolução. A demo de Final Fantasy XV deve ser disponibilizada no dia do lançamento de Final Fantasy Type-0 para todos que possuírem o título.

Final Fantasy XV traz uma batalha mitológica e também a história do país que, por possuir o último naco de um Crystal, se vê como alvo primordial das nações vizinhas. Resta ao protagonista ignorar os acordos de paz e partir para a defesa das fronteiras — em mais um episódio focado no universo geral da intitulada “Fabula Nova Crystallis”.

FF XIV e o resgate do PlayStation Move

Para quem acreditava que ao PlayStation Move faltava apenas um enterro formal por parte da Sony, eis aqui um “respiro” curioso. A despeito de todas as probabilidades, o periférico poderá ser utilizado na versão de Final Fantasy XIV: A Realm Reborn para o PlayStation 4. A informação consta na lista de atualizações da versão 2.5 do game, a ser lançada no dia 20 de janeiro.

Resta, por enquanto, imaginar qual será a experiência de se jogar um MMORPG com um controle sensível aos movimentos. Seja como for, essa não é a única luz no fim do túnel para o aparato da Sony. Afinal, o alardeado Project Morpheus certamente pode se beneficiar de algo como o Move.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.