Para fugir de filas de entrada na BGS, visitantes desembolsam até R$ 600

Para fugir de filas de entrada na BGS, visitantes desembolsam até R$ 600

Último Vídeo

Uma das características inevitáveis da BGS é a quantidade de visitantes do evento, que aumenta a cada ano. O mercado aquecido se reflete nas filas homéricas para entrar na feira: por mais que todos os pavilhões estejam em uso, é impossível não haver filas de espera para entrar e curtir tudo.

O ingresso avulso custa R$ 75, mas os que quiserem se aventurar com mais conforto podem optar pelo ingresso "premium", que cobra a bagatela de R$ 600 e dá acesso a todos os cinco dias - inclusive o primeiro, restrito à imprensa - num esquema VIP. Alguns preferem desembolsar essa grana para entrar no Expo Center Norte, local da BGS, no primeiro dia, que é o mais vazio.

Foi o que fez o jovem Eduardo Dias, 13, que veio acompanhado da mãe, Celma Dias. "Eu vi o sucesso da BGS ano passado e resolvi conhecer a feira porque adoro videogames. Falei com a minha mãe e ela concordou", disse o garoto. "Acho que foi um bom investimento [o valor de R$ 600]. Pagamos caro, mas não nos arrependemos", explicou a mãe ao BJ.

Evento lotado reflete mercado aquecido

As pessoas presentes aqui na BGS estão com sorrisos de orelha a orelha. Títulos novos para PS4 e Xbox One estão à disposição da galera, e a organização, até aqui, vai bem, sem imprevistos. A internet da LIVE Tim tem lá os seus gargalos, mas funciona.

A pergunta que se faz agora é: como ficar ainda "maior" do que isso? Marcelo Tavares, empresário e gamer que idealizou a BGS, talvez tenha a resposta. Faremos entrevista com ele até domingo, quando termina o evento. O ano que vem, como sabemos, é quentíssimo!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.