Fundador da Vigil Games está estudando um novo Darksiders

Fundador da Vigil Games está estudando um novo Darksiders

Último Vídeo

Desde a morte da THQ, a questão sobre a continuação da série Darksiders já veio à tona uma dúzia de vezes. Mas a impressão deixada parece cada vez menos otimista: com a recente saída de David Adams, fundador da Vigil, da Crytek USA, muitos pensaram que essa seria a “última pá de terra” que faltava para que a franquia fosse enterrada. Felizmente, parece que isso não é bem verdade.

Em sua entrevista ao site Polygon, Adams, que fundou a Gunfire Games com vários outros funcionários que saíram da Crytek, disse estar analisando a possibilidade de retornar à série. “Essa é uma das opções que nós estamos explorando,” disse ele. “Mas nós não queremos pular em algo imediatamente. Nós queremos pesar nossas opções” afirmou.

Planos a curto prazo

Mesmo assim, temos um primeiro passo: ele revelou que já chegou a conversar com a Nordic Games, atual detentora dos direitos da PI. E não só com ela, mas com alguns outros grupos do mercado.

Enquanto analisam isso, a equipe não pretende ficar completamente parada. “Nós estamos procurando alguns negócios menores de curto-prazo para manter os caras trabalhando. Nós queremos ter uma ideia firme do que nós vamos fazer depois para que possamos fazer uma decisão informada sobre a engine que estaremos usando e o tamanho do time”, explicou Adams.

Clássicos a longo prazo

Até o momento, no entanto, Adams deixa claro que eles já têm uma boa ideia para o que fazer quando eles já tiverem uma equipe estabelecida: um jogo da Vigil clássico.

“Nós queremos construir sobre o que fizemos no passado. Jogos de terceira pessoa, games com um monte de personagens, aspectos de aventura, progressão de jogador, caçar chefes legais, criaturas fantásticas.”

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.