Voxel
19
Compartilhamentos

Games poderão contar com uma segunda tela de comando em até quatro anos

Último Vídeo

Fonte da imagem: Reprodução/GI

A Ubisoft não está de brincadeira: jogos que possibilitam o uso de duas telas parecem ser, de fato, o futuro dos games. Em entrevista ao portal Game Industry, Nicolas Rioux, diretor de gestão da empresa, enfatizou que em três ou em quatro anos praticamente a mesma engine vai estar rodando em tablets e em consoles.

Conforme já dito por Yves Guillemot, CEO da Ubisoft, a ideia é expandir a acessibilidade – “o que significa que pessoas diferentes poderão jogar”. Ainda nas palavras de Rioux, “a visão do estúdio é liderar a criação [desse tipo de recurso interativo] em mobile, online e universos conectados”.

Isso significa que uma “experiência completa” poderá ser criada a cada jogador; gamers que preferem os consoles e entusiastas que optarem por uma segunda tela de comando vão fazer parte de uma mesma atmosfera. “Para cada jogo lançado nos próximos dois anos, vai ser possível conectar tablets ao [recurso] ‘social’ e aos novos consoles”, afirma Rioux.

No que a Ubisoft está trabalhando?

Atualmente, cerca de 50 desenvolvedores estão trabalhando em três aplicativos para telas alternativas de comando – mais detalhes, contudo, não foram revelados. Sabemos, no entanto, que ao menos quatro projetos podem ser agraciados em breve por esse novo estilo de jogabilidade: Assassin's Creed IV: Black Flag, Watch Dog, The Crew e The Division.

Aplicativos para os sistemas Android e iOS estão sendo criados, mas a lista de dispositivos capazes de funcionar como uma segunda tela ainda não foi divulgada. De acordo com uma fonte interna da Ubisoft ouvida pelo portal GI, “a relação de aparelhos e tablets específicos vai ser publicada próxima à data de lançamento [dos jogos]”.

Img_normal

E para quando podemos esperar o pleno funcionamento dessas tão promissoras novas opções de jogabilidade? “Espero que talvez em três ou em quatro anos a partir de agora teremos praticamente a mesma engine rodando em tablets e em consoles [de nova geração]”, revela Nicolas Rioux.

A Ubisoft Quebec, estúdio responsável por ditar as aguardadas novas formas de enxergar uma segunda tela durante a jogatina, conta atualmente com 330 empregados. Rioux, entretanto, espera expandir o quadro de funcionários e pretende, ainda, “exportar” as técnicas de interação entre tablets e consoles a outras sedes assim que elas forem devidamente consolidadas.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.