Genial ou maluquice? Fã da Big N cria caixas para jogos digitais do Switch

Genial ou maluquice? Fã da Big N cria caixas para jogos digitais do Switch

Último Vídeo

Aqui na redação do TecMundo Games temos jogadores de todos os tipos: desde o pessoal adepto de debulhar cada aspecto dos títulos que vê pela frente nos PCs e consoles até alguns que curtem uma jogatina descompromissada no celular. Há uma boa diversidade e cada um se acerta com o que mais gosta nesse segmento. Há um assunto, no entanto, que desperta bastante polêmica sempre que surge nos bate-papos rotineiros: o impacto que os jogos digitais têm em diferentes estilos de gamers.

Enquanto para os mais “mãos-de-vaca” o surgimento dessa opção se revelou uma forma de economizar dinheiro – e até mesmo espaço em casa –, para a trupe adepta das coleções a novidade trouxe um vazio existencial – principalmente quando algumas obras não ganham versão física no Brasil. Afinal, não dá para negar que é bem bacana ver aquela estante na sala ou a prateleira no quarto recheada de caixinhas de jogos – cada uma com sua própria história e lembranças para o jogador –, não é?

E aí, aprovou o trabalho do cara?

Um gamer turco e totalmente fanático pela Nintendo resolveu unir o melhor desses dois mundos ao engatar um projeto bastante criativo: criar edições físicas de todos os jogos adquiridos por ele na eShop do Switch! Na foto acima e na galeria abaixo dá para conferir um pouco da dedicação do cara, que prestou atenção nos mínimos detalhes na hora de criar caixinhas que casassem perfeitamente com seus outros games do consolide da Big N e figurasse com toda a pompa ao lado de títulos de 3DS, Wii e Wii U.

São boxes que não devem nada ao material da Nintendo

Unindo tempo, empenho e um bom talento para o design, o internauta conseguiu criar boxes que – aparentemente – não deixam nada a dever ao material original da Nintendo. Nada de surpreendente, já que o aficionado pela empresa japonesa criou toda a arte dos boxes – com direito a impressão frente e verso e ilustração interna –, bolou textos de apoio e de sinopse para cada game e, de quebra, fez reproduções bem bacanas dos pequenos cartuchos do console.

E aí, você faria algo assim para não deixar a sua coleção apenas no HD do video game ou computador? Será que algum leitor do site já tentou algo parecido com sua biblioteca da Steam, Live ou PSN? Deixe a sua opinião sobre o assunto mais abaixo, na seção de comentários, e diga se você prefere jogos físicos ou digitais.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.