Voxel

G-Star 2010: alegria e vibração em todo o local

Último Vídeo


Mulheres selecionadas a dedo, logomarcas de empresas e franquias famosas, grandes imagens, vídeos, cores vibrantes, dezenas de computadores e consoles com versões demonstrativas à disposição... Tudo bem nítido e acessível. Essa é uma boa forma de retratar o G-Star 2010, evento que ocorreu na cidade costeira de Busan (Coreia do Sul) entre os dias 18 e 21 de novembro.

O TecMundo Games teve a oportunidade de cobrir as principais atrações da feira. A organização de tudo foi impressionante. Foi curioso, ainda, notar a agilidade dos organizadores na montagem e desmontagem dos diferentes aparelhos de luz, som e vídeo desde a entrada da feira até o último pavilhão no enorme salão do BEXCO, centro de convenções da cidade sul-coreana.

A imprensa esteve presente em peso, mas a maioria era local (asiática). Mesmo com praticamente todas as informações sendo apresentadas em coreano, foi possível compreender os conceitos básicos dos produtos divulgados.


Entretenimento de qualidade

Sem confusões, o público — bem como os responsáveis pelas exibições — demonstrou educação e respeito até mesmo no ápice da competitividade. Pouca sujeira pelo caminho, pois a educação coreana não permite que as pessoas simplesmente se desfaçam de certos objetos jogando-os no chão... O máximo que ocorre é deixá-los em cantos “inofensivos”, facilitando o trabalho de limpeza.

Entre os gamers, diversão de sobra: desde os tiroteios agitados de Metro Conflict até a formação de grupos cooperativos no estande de TERA: The Exiled Realm of Arborea (nesse caso, houve até mesmo apresentações em seis monitores agrupados). Na verdade, o pessoal se interessou por tudo que se mostrou grandioso, colorido e chamativo.

Fantasias tomaram conta do evento. Bons exemplos são Mega Man (lá, Rockman), pessoas “vestidas de PlayStation Move” e mulheres caracterizadas para a divulgação de vários jogos, como TERA, Metro Conflict, World of Warcraft: Cataclysm, Kingdom Under Fire II, Ghosts ‘n Goblins Online e games para Kinect. As apresentadoras e modelos causaram bastante repercussão.

É uma pena que algumas filas exigiram esperas de mais de duas horas para os testes com as demos oferecidas. Foi o caso do MMORPG Blade & Soul, da NCSoft, e de Diablo III, da Blizzard. Os desenvolvedores do MMORPG tiveram que reduzir o tempo de testes de 60 minutos a 40 minutos por causa das filas. Games para aparelhos móveis? Com certeza: Blood of Three Kingdoms (navegadores web em PCs e iPads), Petz (iPhone/iPad) e Master of Defense (iPhone/iPad) são bons exemplos.

No mais, sucesso

Sem problemas escolares — o evento ocorreu logo depois do suneung, exame semelhante ao nosso ENEM — ou relacionados a doenças (no ano passado, a influenza aviária atrapalhou um pouco), surgiram recordes e mais recordes.

Foram 316 companhias de 22 países ao redor do globo. Os valores gerados por acordos comerciais — “meros” US$ 190 milhões (aproximadamente R$ 327 milhões na taxa de câmbio atual) — sofreram um aumento de sete vezes em comparação com os números do ano passado.

Visitantes e expositores ficaram satisfeitos com os resultados, sendo que 90% das companhias no centro de negócios disseram que voltarão ao show e quiseram efetuar o registro para o evento do ano que vem. Foram acolhidos 280 mil visitantes (9% a mais que o ano anterior), inclusive jogadores profissionais como Lim Yo-hwan.


Enquanto a empresa coreana Mgame assinou um contrato de exportação para o MMORPG Argo com um cliente do sudeste asiático, a HanbitSoft fechou um acordo com um comprador russo para o MMORPG Aika Online. Já a Big Spoon Corporation (desenvolvedora coreana de jogos online) resolveu exportar o título de corrida Freejack para um cliente europeu e uma companhia de Taiwan.

Lembrando que a feira ofereceu novidades sobre vários títulos e marcas da indústria dos video games em estantes e seminários. Alguns eventos ocorreram paralelamente ao G-Star, como o Game & Game World Championship, e também chamaram a atenção do público.

Siga as palavras de Mr. Jae-woong Lee, presidente e CEO da Korea Creative Content Agency (organizadora do show):

“Com o número recorde de visitantes e de acordos de negócios gerados pelo show, fico orgulhoso ao dizer que o G-Star ratificou seu status como um evento internacional significativo para a comunidade de games. Nós estamos empolgados com o grande sucesso do show deste ano, e estamos ansiosos para continuar este grande momentum no ano que vem.”


Eu, Ricardo Fadel, infelizmente não pude conferir o evento da forma da qual eu gostaria devido à falta de tempo, mas foi muito interessante conhecer as novidades coreanas, conversar com representantes de grandes empresas e testar certos games. O G-Star 2010 foi um tremendo sucesso tanto para os consumidores quanto para os empresários.

Dito isso, acompanhe abaixo a galeria completa do evento com imagens exclusivas do TecMundo Games. Além disso, não deixe de conferir as demais notícias sobre a feira sul-coreana na página da feira.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.