Voxel
01
Compartilhamento

G-Star 2013: visual Cel Shading dá mais vida às aventuras em Red Dragons 2

Último Vídeo
Fonte da imagem: Reprodução/MMO Culture

Quando se pensa em games online com gráficos bem trabalhados, a primeira ideia que se tem é de um jogo que vai exigir uma placa de vídeo potente. Essa classificação não está errada, mas é uma grata surpresa quando uma empresa decide brindar o público com algo que não exige tanto do computador e é capaz de agardar aos olhos.

Red Dragons 2 é um desses casos. A produtora optou por seguir por um lado mais artístico – e, pelo pouco que estava disponível na G-Star 2013, a decisão foi mais que acertada.

Estilo diferenciado

Os primeiros minutos em Red Dragons 2 são o suficiente para perceber que estamos em um jogo com um estilo totalmente oriental. Vilas, personagens e outros elementos são as pistas mais óbvias, e tudo fica ainda mais agrádavel ao olhar graças ao estilo gráfico Cel Shading (em que todo o ambiente parece ter sido pintado com pincel).

Fonte da imagem: Reprodução/MMO Hunter

Como resultado, enquanto estiver andando pelo mundo do jogo com uma das classes disponíveis (há seis, incluindo Guerreiro, Mago e Arqueiro), você tem a sensação de estar dentro de uma animação. Aliás, não por acaso há algumas no jogo, especialmente quando o jogador utiliza alguma habilidade especial que envolva transformação (o Guerreiro pode virar uma espécie de lobo, por exemplo).

Por falar em habilidades, outro diferencial do jogo é que, quando os jogadores estiverem em grupo, é possível uni-las para formar um ataque mais devastador. Caso precise de uma referência, seria algo parecido com as técnicas duplas e triplas vistas em Chrono Trigger.

O jogo ainda está em desenvolvimento, portanto não foi possível desbravar muito do universo que nos aguarda - porém, é possível adiantar que, diferente de muitos jogos atuais, será possível distribuir pontos de atributo ao subir de nível (como em Ragnarök Online). Entretanto, um ponto que precisa ser trabalhado é a questão da força dos personagens.

O melhor exemplo é o Arqueiro, que ataca numa velocidade rápida demais (além de utilizar habilidades de ataque passivamente, em sequência), e o Guerreiro, que quando se transforma é capaz de derrubar vários inimigos com dois golpes. Caso a produtora L&K faça os ajustes necessários, Red Dragons 2 certamente vai se transformar num jogo ainda melhor.

O BJ viajou para a G-Star 2013 a convite da Nurigo Games.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.