Voxel

Guerrilla apresenta os modos e mapas do multiplayer de Killzone: Mercenary

Último Vídeo

Img_normal
Em uma grande divulgação pré-E3 2013, a Guerrilla Games apresentou em detalhes o modo multiplayer de Killzone: Mercenary, o episódio da franquia de tiro em primeira pessoa que é exclusivo do PlayStation Vita. Oficialmente, foram liberadas informações sobre os modos e mapas que comporão a parte online do game.

Serão três modalidades de matança online:

  • Mercenary Warfare: modo free-for-all, em que todos os jogadores jogam contra todos e cada morte garante dinheiro para compra de equipamentos. Vence quem matar mais no menor tempo;
  • Guerrilla Warfare: briga entra as facções da ISA e Helghast, no clássico Team Deathmatch de sempre. O esquema é o mesmo: a morte dos inimigos vale dinheiro e ganha quem matar mais com o fim do contador;
  • Warzone: as facções entram em um confronto baseado em missões, com objetivos e regras próprias. Aqui, a cooperação e a estratégia valem mais que o assassinato de oponentes e quem for melhor em cada um dos episódios se sagra vencedor.

Tudo isso se desenrola em seis mapas, com características próprias:

  • Shoreline: uma vila de pescadores sucumbida. O terreno acidentado permite diferentes abordagens de ataque, enquanto um sistema de cavernas naturais promove ação intensa. Existem ainda antigas estruturas industriais dos Helghast, que permitem movimentos mais estratégicos ou a criação de pontos de defesa;
  • Marketplace: um mercado cheio de becos e antos escuros. O gameplay se torna vertical, com posições avançadas para snipers e corredores apertados para quem prefere as boas e velhas escopetas. No centro, um espaço aberto que expõe inimigos ou permite o disparo contra campers escondidos;
  • Zenith: um dispositivo que constantemente dispara lasers contra alvos no espaço também é palco de uma batalha no solo. O cenário é cheio de elevadores e bastante escuro, ficando plenamente iluminado a cada disparo da arma. Todos os estilos de jogadores são privilegiados aqui;
  • Refinery: usina de transformação de Petrusite em combustível. Ideal para combates sala a sala, com armas de curto alcance e explosivos. Cabos de aço permitem rápida movimentação entre níveis enquanto seções elevadas tornam-se um refúgio e uma armadilha para quem gosta de atirar de longe;
  • Skyline: uma batalha pelo controle do que restou do Hall de Justiça Vektan, com rotas criadas dinamicamente por detonações, disparos e desmoronamentos. Um ponto seguro pode se tornar uma armadilha quando o chão colapsar e criar uma nova ligação entre dois andares;
  • Inlet: o centro da invasão da ISA em Helgan e uma área costeira cheia de crateiras e trincheiras, com caixas de suprimento espalhadas. Espaço totalmente aberto, com grande pontos de visão e pouco espaço para cobertura. Ganha quem for mais rápido no gatilho.

Killzone: Mercenary chega em 10 de setembro, exclusivamente ao PlayStation Vita.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.