Voxel

Guerrilla detalha a história da Black Hand, grupo terrorista de Killzone: Shadow Fall

Último Vídeo


Se você se empolgou com os acontecimentos vistos em Killzone 3, prepare-se para enlouquecer mais uma vez com a guerra em Shadow Fall. A Guerrilla Games liberou um pequeno dossiê sobre a Black Hand, grupo que será sua principal dor de cabeça no novo game, e mostrou que nada daquilo que passamos no PlayStation 3 será esquecido nesta nova geração.

De acordo com a empresa, a nova ameaça é um grupo radical de fanáticos que jurou se vingar de Vekta por conta da destruição de Helghan no final do último jogo. No entanto, trata-se muito mais do que um simples sentimento de revanche, já que eles chamam seus inimigos de hipócritas, uma vez que seu discurso sobre paz e coexistência contrasta com as práticas violentas e opressoras realizadas.


Mas o que mais chama a atenção é o viés político que a Guerrilla trouxe à história. Além dessa crítica bastante forte ao que países como os Estados Unidos costumam fazer, o jogo ainda traz um debate sobre a insatisfação popular e as consequências disso. Tanto que as forças da Black Hand são compostas exatamente de antigos soldados Helghast e parte da população que está descontente com o governo que tornou Neo Helghan um planeta dependente de Vekta.

Esse caráter rebelde do grupo também é sentido em seu modo de agir. Na prática, eles são uma organização terrorista especializada em ataques surpresa e ações de sabotagem. Basta olhar o trailer de anúncio para perceber que a forma como eles atuam não é nada limpa e é focada exatamente em atingir o coração de seu inimigo.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.