Hacker é condenado pelo roubo de R$ 54 milhões em FIFA Coins
09
Compartilhamentos

Hacker é condenado pelo roubo de R$ 54 milhões em FIFA Coins

Último Vídeo

Na última quinta-feira (17), uma corte do Texas condenou o hacker Anthony Clark, de 24 anos. Ele era acusado do crime de invadir e manipular os sistemas da Electronic Arts para roubar um valor equivalente a US$ 16 milhões (R$ 54 milhões) em FIFA Coins, moeda usada para desbloquear conteúdos do modo Ultimate Team.

O FBI acusa Clark e três outras pessoas de criar um software capazes de registrar a realização de milhares de partidas em questão de poucos segundos. Com isso, ele e seus companheiros conseguiram obter a moeda virtual de forma ilegítima com o intuito de revendê-las no “mercado negro” para jogadores da China e da Europa.

Os coautores do crime, Nick Castellucci, Ricky Miller e Eaton Zveare já haviam se declarados culpados do crime e aguardam pela divulgação de uma sentença. Embora Clark tenha sido considerado culpado de “conspiração para cometer fraude”, sua sentença só deve ser divulgada em detalhes no dia 27 de fevereiro de 2017.

Essa não é a primeira vez que alguém é condenado criminalmente por lidar com FIFA Coins de maneira ilegal. Em setembro deste ano, um YouTuber britânico teve que comparecer perante a justiça para responder a acusações de que estava usando seu canal com 1,3 milhão de assinantes para promover jogos de azar que usavam a moeda virtual como base. A posição oficial da EA é que a compra do recurso via meios alternativos viola seus termos de serviço e pode levar os jogadores envolvidos a ter suas contas banidas permanentemente.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.