Hackers do Phantom Squad planejando ataques à PSN e Live no Natal?
704
Compartilhamentos

Hackers do Phantom Squad planejando ataques à PSN e Live no Natal?

Último Vídeo

Essa época de festas parece ter sido feita sob medida para matar a saudade de parentes distantes, trocar presentes, encher a barriga até não poder mais e, claro, se afundar na jogatina – aproveitando para detonar todos os games adquiridos durante as promoções do ano. O problema é que, se o seu objetivo for trancar a porta do quarto e logar por dias à fio na PSN ou na Xbox Live, sua diversão pode estar comprometida: um grupo de hacker explicou que deve atacar essas redes e manter tudo fora do ar por pelo menos uma semana.

Para quem está nessa vida de consolista há algum tempo, o episódio não é novo, já que, no final do ano passado, algo bem semelhante aconteceu com as plataformas online da Sony e da Microsoft. Na ocasião, o Lizard Squad foi o responsável por tornar o Natal dos gamers consideravelmente mais triste. Agora, é a vez de outro esquadrão anunciar o crime e ameaçar a nossa boa e velha “nerdeada” no video game: no dia 8 deste mês, o Phantom Squad foi ao Twitter dizer que derrubaria ambos os sistemas justamente no dia 25 de dezembro.

Claro que a postagem causou uma comoção geral entre os internautas, que foram à rede social para perguntar por que os malfeitores queriam detonar os servidores de jogos de duas das maiores potências da indústria dos games – e, em alguns casos, implorar para que eles não levem à frente a empreitada. “Recebemos muitas perguntas sobre por que fazemos isso. Por que nós queremos derrubar a PSN e a Xbox Live? Porque a segurança cibernética não existe”, revelou um tweet posterior na conta oficial da equipe.

O dono do Mega e do falecido Megaupload, Kim Dotcom, foi à mesma rede para declarar que estava na torcida para que as empresas responsáveis por esses serviços tivessem se preparado melhor para os ataques desta vez. “Atenção, Sony e Microsoft. Vocês tiveram um ano para atualizar seus servidores. Se o Lizard Squad derrubar a PSN e a XBOX nesse Natal, ficaremos p*tos!”, escreveu o magnata da web, que acabou confundindo o nome atual time de hackers – para usar um termo genérico – com os criminosos de 2014.

Será que o aviso do Phantom Squad e de Dotcom surtiu efeito? Aparentemente, não. “Xbox Live e PSN estão vulneráveis à ataques...”, alertou o grupo no microblog. Em vista disso, o melhor a fazer talvez seja não manter muito altas as esperanças de jogar online neste fim de ano se você for o dono de um PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One. As chances são de que a sua maior fonte de diversão pode ser a jogatina mobile ou curtir algum jogo multiplayer no seu Wii U, já que a Nintendo Network está salva – pelo menos por hora.

Papo sério ou a boa e velha zoeira?

Segundo a página da equipe no Twitter, eles já estão testando seu potencial em ataques DDoS – que entopem os servidores com milhares de acesso simultâneos – tanto em investidas contra o Reddit e os servidores de Grand Theft Auto V e The Elder Scrolls Online quanto em avanços menores em direção às defesas da PSN e da Live. No decorrer da semana, o grupo chegou a postar um vídeo que "prova" seus testes contra os bancos de dados e, em determinado momento, afirmou que estava iniciando uma guerra contra o Estado Islâmico.

O problema é que a atitude do Phantom Squad – bem diferente de outros projetos semelhantes – e o linguajar usado por eles na internet acabam colocando em xeque a seriedade do time. Termos como “fazemos hacks”, “somos legítimos” e as constantes postagens para provar sua força invariavelmente fazem com que os internautas levantem a sobrancelha para se esses caras estão realmente pensando em detonar os serviços online ou se está apenas pregando uma peça para atrair seguidores, cliques e ganhar seus 15 minutos de fama.

Embora os supostos ataques contra a Live coincidam com períodos de picos de processamento dos servidores da Microsoft e reclamações dos usuários da rede, nenhuma das empresas que teoricamente foram afetadas pelas investidas confirmaram ter sidos alvos de DDoS. Outra dica para revelar a brincadeira pode ser o modo como o nome de usuário dos “hackers” é escrito no Twitter, já que o perfil utiliza a alcunha @PhantomSqaud e não @PhantomSquad – uma conta vazia, de 2009 – para compor os seus tweets.

E aí, você acha que o Phantom Squad é realmente um grupo sério e está disposto a acabar com a festa gamer nesse período final de 2015 ou são apenas fanfarrões se aproveitando da anonimidade aparente da internet? Será que mentes capazes de detonar com a PSN e a Xbox Live usariam uma versão trial do Bandicam para gravar um vídeo de suas atividades? Por enquanto, vale torcer para que tudo não passe de uma brincadeira de mau gosto e ficar ligado no TecMundo Games para saber mais novidades sobre o caso.

Xiii! Será que teremos PSN e Xbox Live no Natal de 2015? Comente no Fórum do TecMundo Games!

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.