Halo 5: Master Chief é, sim, o protagonista e série não será mais numerada

Halo 5: Master Chief é, sim, o protagonista e série não será mais numerada

Último Vídeo

Na semana passada, falamos de uma entrevista com o ator Mike Colter, que viverá o Agente Locke em Halo 5: Guardians. Uma das declarações de Colter gerou controvérsias, pois sugeria que seu personagem seria o protagonista do jogo, colocando o herói da série Master Chief em segundo plano.  

No mesmo dia, um porta-voz da Microsoft reforçou a ideia de que o spartan John 117 seria apenas um coadjuvante, mas que “se manteria como parte integral da história”. Você, fã do verdão, que ficou meio contrariado com a notícia, não se preocupe.

Frank O’Connor, diretor da franquia Halo na 343 Industries esclareceu o mal-entendido e disse que o Agente Locke será “um dos personagem primários no jogo” e não o único. Chief ainda é o principal personagem e herói do game.

Um novo elenco

Bonnie Ross, Gerente Geral da Microsoft Studios, também veio a público para falar de Halo 5 e comentar sobre a introdução de novos personagens. “Nós temos a tendência de matar todos os nossos personagens coadjuvantes e acabou ficando somente o Master Chief”, explicou.

“Então, em nossa ficção, estamos nos dando uma paleta mais profunda de personagens os quais poderemos usar. O Master Chief é um herói, mas queremos dar a ele um elenco de suporte.” Em Halo 4, por exemplo, eles introduziram na história a spartan Sarah Palmer, que acabou estrelando Halo: Spartan Assault.

Outra coisa interessante é o fato de que Locke também foi introduzido como personagem não jogável na coletânea Halo: The Master Chief Collection. Ele aparecerá junto ao elite Arbiter em novas cutscenes que unirão a “revisão” de todos os games do Chief com Halo 5: Guardians.

Halo: Sem Números

Assim como visto em Assassin’s Creed: Unity e em tantas outras franquias, já era de se imaginar que ao colocar seu primeiro subtítulo em uma série que já passou da trilogia, Halo pararia de usar números. Bonnie Ross confirmou essa suspeita.

“Num dado momento, nós queremos parar de numerar. Principalmente no Xbox One”, disse a Gerente Geral. “Se pudéssemos ter escolhido, não chamaríamos Halo 4 de ‘Halo 4’. Nós vemos esse jogo como um começo de algo novo pelo qual Master Chief terá de passar. Em algum momento, precisamos deixar os números e mostrar que vocês estão diante de uma grande história.”

“Isso não quer dizer que será uma história sem o Master Chief. Só estou dizendo que, em certo ponto, não queremos um Halo 17 com um Master Chief de 80 anos. Nós não somos Final Fantasy, não podemos fazer isso. Então, nós meio que abrimos essa porta, não significa que não seja uma história sem o Chief. Isso é algo que vamos decidir no futuro”, comentou.

Passando o bastão?

Bom, com a chegada de Palmer e Locke, é bem possível que a Microsoft já esteja trabalhando na transição de protagonistas da franquia para que daqui a algum tempo eles possam aposentar o John 117 — até que a franquia seja rebootada em mais alguns anos.

Claro que se trata de especulação, mas já vimos como franquias com jogos lançados frequentemente funcionam. Halo: The Master Chief Collection chega em novembro deste ano, enquanto Halo 5: Guardians tem lançamento previsto para algum momento de 2015. Ambos os títulos são exclusivos do Xbox One.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.