Voxel

Halo seria melhor se produzido hoje, afirma co-fundador da Bungie

Último Vídeo


Em maio, a Bungie comemorou seu aniversário de 22 anos. E Jason Jones, co-fundador do estúdio, voltou para o passado para relembrar o desenvolvimento de Halo, título que acabou iniciando uma série extremamente bem-sucedida e se tornou o símbolo do Xbox. E, na opinião dele, o game seria muito melhor se produzido nos dias de hoje.

Para Jones, não se trata apenas da tecnologia e suporte envolvidos, mas também de sua própria experiência como designer. Sua fala vai contra a tônica de muitos desenvolvedores de jogos: enquanto a maioria prefere trabalhar lado a lado com programadores, técnicos e artistas, ele diz que uma abordagem mais distanciada do produto teria feito muito bem ao game.

Na visão do produtor, trabalhar fazendo com que elementos funcionem ou com foco nos detalhes faz com que um desenvolvedor perca a visão do todo. E, sendo assim, não enxergue elementos que precisam de mudança e são facilmente identificáveis por quem está de fora. A ideia é identificar esse tipo de coisa antes do título chegar às lojas.

Um exemplo

Jones cita a pistola e seu devastador poder como um exemplo disso. Ele lembra que o balanceamento do equipamento não estava bom na versão final de Halo, mas modificar esse aspecto faria com que uma tonelada de código tivesse de ser reprogramada. E isso era algo que a equipe da Bungie simplesmente não estava disposta a fazer.

Em vez de refazer todo o trabalho, a equipe simplesmente alterou alguns números. O resultado foi uma arma potente e irreal, que servia tanto contra inimigos menores quanto contra oponentes mais poderosos. Essa, segundo Jones, seria uma das primeiras mudanças que ele realizaria caso refizesse Halo nos dias de hoje.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.