Voxel

I Am Alive: mudanças no desenvolvimento e nada de versão para PC

Último Vídeo

Img_normal

O produtor de I Am Alive, Aurelian Palasse, afirmou que a mudança na desenvolvedora do game não afetou muito o ritmo de criação do game. No ano passado, o título saiu das mãos da Darkworks e agora está sendo trabalhado pelo estúdio de Shanghai da Ubisoft.

De acordo com Palasse, em entrevista ao site Eurogamer, o título foi reiniciado do zero de forma a se tornar mais realista, mas sem perder as bases já firmadas pela antiga produtora. Para ele, enquanto a Darkworks estava mais focada em aspectos cinemáticos do game, a Ubisoft preferiu se ater à jogabilidade. Sendo assim, não é possível afirmar qual das duas versões é a melhor, já que elas são bem parecidas ao mesmo tempo em que seguem rotinas completamente diferentes.

Com lançamento marcado para o final do ano para Xbox 360 e PlayStation 3, I Am Alive não deve chegar também aos computadores. Stanislas Mettra, diretor criativo da Ubisoft, pareceu muito irritado quando questionado sobre a possibilidade de lançamento do game para PC. “[Os usuários] estão reclamando por que não tem versão ou por ser um game que eles realmente querem jogar? Eles comprariam se lançássemos?”, questionou ele, também em entrevista, mas para o site IncGamers.

Para Mettra, o lançamento de qualquer título para computador envolve um altíssimo risco de fracasso comercial devido à pirataria. Segundo ele, mesmo com um desenvolvimento extremamente barato — com doze pessoas trabalhando cerca de três meses em um port —, seria preciso vender mais de 50 mil cópias para que o investimento valesse a pena.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.