Indústria está abandonando o padrão de 60 FPS, afirma designer da Ubisoft

Indústria está abandonando o padrão de 60 FPS, afirma designer da Ubisoft

Último Vídeo

Provavelmente na tentativa de justificar as limitações técnicas de Assassin’s Creed Unity, o diretor de design de níveis da Ubisoft, Nicolas Guérin, explicou ao TechRadar o motivo pelo qual rodar um game a 60 quadros por segundo pode até mesmo prejudicar uma experiência — além de, obviamente, representar um grande esforço do ponto de vista da programação.

“Na Ubisoft, durante muito tempo tentamos alcançar os 60 FPS”, afirmou Guérin. “Eu não acho que essa era uma boa ideia porque você não ganha muito com isso e não se parece com a coisa real. É meio como o filme ‘O Hobbit’, parece muito estranho”, explicou.

“O mesmo acontece em outros games — como na série Ratchet and Clank. Então acredito que, coletivamente, a indústria dos jogos está deixando de usar isso como padrão porque é algo difícil de ser alcançado, é o dobro de dificuldade dos 30 FPS e não é necessariamente algo ótimo em termos de qualidade de renderização de imagens”, justificou o designer.

Recentemente, a Ubisoft anunciou que Assassin’s Creed Unity vai rodar a 30 quadros por segundo na resolução 900p tanto no Xbox One quanto no PlayStation 4. Segundo a empresa, a intenção da decisão é evitar disparidades entre as experiências oferecidas aos jogadores — no entanto, não foi especificado se o mesmo vai se aplicar à versão para PC nem se a decisão foi baseada nas limitações de hardware de alguma das plataformas contempladas com o lançamento.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.