Voxel

Infinity Ward: “Foi uma longa decisão não continuar Modern Warfare, mas não foi difícil”

Último Vídeo

Em uma entrevista ao site MCV, o produtor executivo Mark Rubin, da Infinity Ward, afirmou que a ideia de Call of Duty: Ghosts surgiu durante uma sessão de brainstorm realizado após o término do desenvolvimento de Modern Warfare 3.

De acordo com ele, a decisão de criar um novo braço da franquia em vez de apostar em uma sequência foi longa, mas não foi exatamente difícil. “Nós todos sabíamos que queríamos continuar desenvolvendo Call of Duty. Mas também queríamos um novo universo e uma nova história, com novos personagens e experiências” explicou.

Assim, enquanto seria mais fácil seguir em frente criar um novo arco dentro do mesmo universo de Modern Warfare, criar um novo ramo para a franquia oferecia mais liberdades para alterar elementos de jogo e experimentar novidades. Isso, de acordo com o produtor, foi fundamental para a escolha.

Call of Duty: Ghosts foi apresentado durante o evento de anúncio do Xbox One, realizado na última terça-feira (21). Enquanto o roteiro do game está sendo escrito por Stephen Gaghan (de “Traffic: Ninguém Sai Limpo”), o jogo está previsto para chegar às lojas no dia 5 de novembro em versões para PlayStation 3, Xbox 360 e PC.

As versões de Xbox One e PlayStation 4 também devem chegar no final do ano, juntamente com o lançamento dos novos consoles (cuja data ainda não foram anunciadas oficialmente pelas fabricantes.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.