Insomniac Games revela o que você NÃO deve fazer para entrar na indústria

Insomniac Games revela o que você NÃO deve fazer para entrar na indústria

Último Vídeo

Muita gente sonha em trabalhar na indústria de games, sendo uma das poucas carreiras onde mesmo os salários mais baixos são disputados de maneira ferrenha. A desenvolvedora Insomniac Games, responsável por jogos como Resistance, Ratchet and Clank e o vindouro Sunset Overdrive, fez um post recentemente explicando este problema, e como a empresa age na hora de escolher currículos.

Uma das principais questões da indústria de games são o alto número de pessoas de outras áreas que se inscrevem em qualquer vaga nas desenvolvedoras, elas acreditam que sua carreira se beneficiará com a nova posição, acreditando que é mais fácil arranjar o emprego dos sonhos internamente.

A verdade é bem diferente, todas as empresas precisam de pessoas de qualidade em qualquer posição. E não é só porque um estúdio produz jogos que todas as suas carreiras terão relação com isso. Estes escritórios também têm pessoas que trabalham como contadoras, no setor de Market, RH e tantos outros que não são tão diferentes de empresas de outras áreas.

A solução da diretora de RH

“Nós temos artistas, animadores e programadores para vagas de RH. Não me levem a mal RH é ótimo, mas só porque você quer trabalhar com video games, ou trabalhar na Insomniac, não significa que você deva se candidatar a todas as vagas,” disse Angela Baker que escreveu no blog, Baker’s Dozen, voltado para problemas de RH para a Insomniac. “Com uma abordagem desse tipo você vai acabar dando um tiro no seu próprio pé.”

Para resolver este problema eles criaram a seguinte regra: se uma pessoa teve o seu currículo recusado, ela fica impossibilitada de enviar novos currículos para lá durante um ano. A diretora de RH deixou claro que ela não vai tolerar spammers de currículo na sua empresa, portanto, certifique-se bem quem você é qualificado para a área em que deseja atuar.

O blog de Angela Baker é uma leitura muito interessante por mostrar o dia-a-dia de um lado muito pouco visto da indústria de games. Ele também contém dicas valiosas para quem espera ser contratado na área.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.