Voxel

Jogadores deverão envolver-se emocionalmente em Call of Duty: Ghosts

Último Vídeo

Fonte da imagem: Reprodução/TheEdge

Em entrevista ao portal GI International, Mark Rubin, produtor executivo da Infinity Ward, afirmou que a desenvolvedora tem investido pesado nos aspectos “emocionais” de Call of Duty: Ghosts. “Na verdade, temos de trabalhar ainda mais duro neste ano do que no ano passado”, afirmou Rubin.

Assim, o executivo justifica a contratação de Stephen Gaghan, um escritor de Hollywood, cuja missão é engendrar a história de ambos os irmãos ao tão bem quisto pastor alemão – cachorro que tem aparecido nas campanhas do jogo e conquistado, também, uma infinidade de fãs mundo afora.

“Estamos realmente tentando empurrar a atenção do jogador apenas para a história dos dois irmãos ‘para fazer com que o mundo’ tenha um impacto emocional”, comentou também o produtor. “Pense bem. Se você pega um jogo nosso e o ‘compara’ a um filme em que o personagem principal nunca é visto e nunca fala, teríamos mais um daqueles filmes franceses malucos em preto e branco”, disse também Rubin em referência a uma aparente mudança de padrões no relacionamento entre as indústrias dos games e cinematográfica.

Img_normal

“Elas [ambas as indústrias] não falam a mesma linguagem. E acho que isso está mudando”, acrescentou o figurão ainda em alusão ao papel atualmente desempenhado pelo escritor de Hollywood. Fato é que Stephen Gaghan, o contador de histórias fantásticas, tem certamente enfrentado um desafio em Call of Duty: Ghosts. “É uma oportunidade incrível e um desafio artístico [ao escritor]”, complementa Rubin.

Em resumo, o seguinte entrave é enfrentado: “imagine um filme no qual o personagem nunca dá as caras. É com isso que você terá de lidar”, esclareceu o produtor do jogo. Call of Duty: Ghosts deve chegar no dia 05 de novembro ao PC, PlayStation 3, Wii U e Xbox 360; os consoles de nova geração da Sony e da Nintendo deverão receber versões do game em 2014.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.